Investindo no Brasil – uma tendência positiva?

0

Quando o Presidente Brasileiro Jair Bolsonaro tomou posse em Janeiro 2019, foi encarregue de inverter anos de declínio económico e social e muitos acreditaram, mas que seriam necessárias reformas significativas para conseguir ganhos notáveis.

Apesar do enorme desafio, no entanto, o Presidente tem conseguido reverter quase 13 anos de políticas socialistas implementadas pela administração anterior. Isto inclui a implementação de regras crucias do mercado livre e reformas das pensões, criando mais de um milhão de empregos e, no processo, reduzindo no total o índice de crime por 22%.


-Continua depois da publicidade ©-

Com isto em mente, o Brasil está definitivamente a crescer e pronto para um prospero 2020. Mas será que isto quer dizer que a nação Sul Americana oferece uma oportunidade para um investimento viável, particularmente para aqueles sediados no estrangeiro?

Investindo no Brasil – Uma tendência a crescer?

Claro que há muito trabalho a fazer para o Brasil poder alcançar o seu potencial económico pleno, mas o progresso feito durante a atual administração tem certamente captado a atenção de investidores estrangeiros.

Isto é explicado pelos últimos dados do Global Investment Trends Monitor, que mostra que o Investimento Estrangeiro Direto (IED) no Brasil cresceu 26% em 2019. Além disso, grande parte desse investimento tem sido na área de capital produtivo, incluindo a construção de fábricas, infraestruturas e empréstimos comerciais.

Isto traduz-se numa economia forte, em constante crescimento, com o fluxo de recursos para o Brasil a crescer de $60 biliões em 2018 para uns impressionantes $75 biliões no ano passado.

Como resultado, o Brasil subiu de sexto para quarto lugar no ranking de principais destinos para investimentos estrangeiros globalmente, com os Estados Unidos continuando a liderar e atraindo a verba astronómica de um quarto de triliões de dólares em 2019.

O Brasil também reduziu a diferença para a China, em segundo lugar, que atraiu $140 biliões em investimento estrangeiro durante os últimos 12 meses.

Esta tendência continuará?

Curiosamente, os números mais recentes sugerem que o crescimento projetado para uma economia Brasileira reformada poderá ter sido exagerado, com vendas no retalho a caírem inesperadamente em Dezembro, e aqueles envolvidos em forex trading notando um declínio sustentado no valor do real contra o dólar.

No entanto, deverá ser concedido tempo para o aumento dos níveis de investimento estrangeiro produzirem efeito, enquanto reformas económicas adicionais poderão ser necessárias para impulsionar o crescimento e garantir que os consumidores sejam capazes de reinvestir os seus rendimentos na economia (com o crescimento sustentado da criação de empregos a poder dar uma ajuda).

A proposta reforma do mercado livre de telecomunicações, poderá representar um passo importante na direção certa, por exemplo, como preparação do terreno para tornar o Brasil numa força global a longo-prazo.

Com isto em mente, agora poderá ser a oportunidade ideal para investir nos recursos e crescimento futuro do Brasil, enquanto investidores procuram comprometer-se antes da economia começar a disparar e o valor dos recursos cresça incrementalmente.