Expulsão de Neymar: “Ele é humano” diz Tuchel

Brasileiro recebe segundo amarelo nos acréscimos da vitória sobre o Bordeaux

0

Após a vitória suada por 4 a 3 sobre o Bordeaux, o técnico do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, foi questionado sobre a expulsão de Neymar nos acréscimos da partida, quando recebeu o segundo cartão amarelo por falta em Adli no meio do campo. O treinador alemão afirmou que a falta podia ter sido evitada, mas disse entender a reação do brasileiro.

– Não era necessária a falta, mas ele estava nervoso, é humano – observou Tuchel, reclamando que não houve critério da arbitragem na jogada.


-Continua depois da publicidade ©-

– Por outro lado, quem fez falta antes não recebeu cartão amarelo. Foi muito estranho.

Irritado com a expulsão, Neymar deixou o campo aplaudindo ironicamente a arbitragem. O brasileiro teve atuação discreta, para o padrão Neymar. Ou seja, mesmo sem ter feito gol ou dado assistência, ainda foi capaz de, em seu melhor lance, deixar Cavani livre para marcar, com ótimo passe em contra-ataque, chance desperdiçada pelo atacante uruguaio.

No restante do jogo, porém, Neymar passou mais tempo longe do gol, e teve a maioria das suas jogadas de área interceptada pela defesa do Bordeaux. Nos acréscimos do primeiro tempo, recebeu o primeiro cartão amarelo, por reclamação. Com a expulsão no fim do jogo, Neymar terá de cumprir suspensão automática na próxima rodada do Francês, sábado, contra o Dijon.