Jornal: City paga R$ 113 mil por dia a advogado para tentar se livrar de punição da Uefa

0

O clube que gastou quase 1 bilhão de euros para montar o atual elenco não mediria esforços para se manter na principal competição de clubes do mundo. Segundo o jornal “Daily Mirror”, o Manchester City contratou o advogado David Pannick para se livrar da punição imposta pela Uefa. Pannick é famoso por ter barrado o processo do Brexit duas vezes.

O preço? Cerca de 20 mil libras por dia (R$ 113 mil, na cotação atual). O valor dá pouco mais de 100 mil libras (R$ 568 mil) por semana que, de acordo com o Mirror, é o mesmo valor recebido pelo zagueiro Stones e o atacante Gabriel Jesus.


-Continua depois da publicidade ©-

David Pannick, de 63 anos, é um dos advogados mais conhecidos da Inglaterra. Ele representou a empresária Gina Miller por duas ocasiões contra o processo de separação do Reino Unido da União Europeia, o Brexit, desafiando a ex-Primeira Ministra Theresa May e o atual Boris Johnson.

O Manchester City foi excluído pela Uefa de todas as competições europeias pelas próximas duas temporadas (2020/21 e 2021/22) e multado em 30 milhões de euros (R$ 140 milhões). O clube foi acusado pela entidade de violar regras do Fair Play Financeiro ao inflacionar de forma falsa os valores de seus patrocínios no período entre 2012 e 2016.

O clube vai recorrer ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), instância máxima da justiça desportiva, para tentar absolvição ou diminuição da pena. A contratação de David Pannick, segundo o Mirror, é uma tentativa para que isso ocorra antes do meio do ano e garanta a equipe na próxima edição da Liga dos Campeões.

De acordo com o Mirror, o City também não descarta tentar recorrer ao Tribunal Federal da Suíça, na justiça comum. A investida seria semelhante ao que fez o atacante peruano Paolo Guerrero, em seu processo contra a punição por doping imposta pelo TAS, quando conseguiu a liberação para disputar a Copa do Mundo.