Prefeitura de Lucas do Rio Verde lança Campanha “Não dê esmola, dê oportunidade”

A campanha tem como principal objetivo despertar na população a conscientização sobre o verdadeiro sentido do ato de dar esmolas

0
(Foto: Ascom prefeitura/ Daniela Meinerz)

A campanha, “Não dê esmola, dê oportunidade”, de iniciativa Secretaria de Assistência Social, que busca a conscientização sobre pessoas em situação de rua foi lançada na manhã nesta sexta-feira (21), na Casa dos Conselhos.

A campanha tem como principal objetivo despertar na população a conscientização sobre o verdadeiro sentido do ato de dar esmolas, ação que pode gerar efeitos como evasão escolar, exploração e violência contra crianças e adolescentes – para depois, gerar ações que promovam o resgate da cidadania e dignidade das pessoas que hoje vivem nesta situação de venerabilidade


-Continua depois da publicidade ©-

Segundo a primeira dama do município, Rafaela Frizzo, a campanha é uma forma de ajudar as pessoas que vivem na rua e muitas vezes, não tem a oportunidade de um trabalho digno e acabam preferindo viver na situação de vulnerabilidade. “Quando nós damos esmolas ou até mesmo comida, não estamos ajudando as pessoas em situação de rua, pois sustentamos aquela condição. O que nós precisamos é dar oportunidades, encaminhando para casa de passagem, oferecendo emprego, ajudando a tirar os documentos, só assim vamos conseguir contribuir de verdade na vida dessas pessoas e diminuir os números de moradores e pessoas que estão nas ruas”.

Para o defensor público, Claudiney Serrou, essa campanha é importantíssima para mudar a realidade das pessoas em situação de rua. “Esse tipo de ação é importante para acabar ou amenizar a situação me muitas pessoas que morar ou passam um tempo na rua. Se dermos oportunidade ao invés de esmola, aos poucos, em um trabalho que sabemos que é de médio e longo prazo, vamos conseguir mudar a realidade atual, trazendo dignidade para essas pessoas”.


-Continua depois da publicidade ©-

O promotor de justiça, Daniel Carvalho, afirma que a parceria entre Ministério Público e o município é de suma importância em ações que visam o bem da população. “É comum as pessoas que vivem em situação de rua se tornarem invisíveis aos olhos da população em geral. Por isso, essa iniciativa do município em buscar alternativas junto ao poder judiciário, a sociedade e a iniciativa privada mostra a preocupação para que isso não vire rotina e também, para que todos tenham dignidade e oportunidades. Ninguém está ali por que quer, algo levou aquela pessoa para estar naquela situação, assim como alguma coisa impede a pessoa de sair. Trabalhar isso, com uma abordagem correta e mostrar oportunidades é a forma mais eficaz”.


--Continua depois da publicidade ©--

Lucas do Rio Verde é uma cidade conhecida nacionalmente pelo bom índice de desenvolvimento e pela qualidade de vida. Muitas pessoas e famílias chegam na cidade buscando por um futuro melhor. Nesse ato, algumas dessas pessoas não planejam a vinda e desembarcam no município sem um amparo, um familiar e muitas não possuem documentos, o que dificulta o ingresso no mercado de trabalho levando a situação de rua.

Segundo dados da Secretaria de Assistência Social, entre 10 e 20 pessoas em situação de rua ou que chegaram na cidade sem estrutura procuram o Creas todos os dias.  “Essas pessoas que procuram o serviço de assistência social, na maioria das vezes, chegaram na cidade sem nenhuma estrutura, sem amparo. Nós não temos muitos moradores de rua, mas sim pessoas em situação de rus ou em trânsito. Ninguém acorda e decidi que vai viver na rua, por trás dessas pessoas existe uma história, uma vida que precisa ser avaliada e a nossa equipe está disponível para esse trabalho”.

A campanha vai contar com o apoio do Poder Executivo, Poder Judiciário, Defensoria, ONGs, Órgãos de Seguranças e voluntários da iniciativa privada e sociedade civil.

Encaminhe suas doações para entidades filantrópicas do município.