Represália à assassinato de jovem é uma das principais hipóteses para chacina que deixou 5 mortos em Nobres

0
Foto: Divulgação

A morte de cinco pessoas em uma casa na Cohab Pôr do Sol, em Nobres, a 151 km de Cuiabá, na noite dessa quarta-feira (19), pode estar relacionada ao assassinado de um jovem, em janeiro deste ano. Clayton Nunes da Silva foi encontrado morto com marcas de tiros, na Estrada do Pindura, zona rural de Nobres.

A morte dele foi investigada e quatro pessoas suspeitas do crime foram identificadas. Duas delas estão presas. A polícia constatou que o crime foi motivado por uma rixa entre dois grupos criminosos.

Uma possível represália à morte desse rapaz teria motivado essa chacina que deixou os cinco rapazes, com idades entre 17 e 24 anos, mortos. Todas as vítimas tinham passagens pela polícia por crimes.

A casa onde ocorreu a chacina funcionava como ponto de comércio de drogas, segundo a Polícia Civil. No local foram encontrados porções de entorpecente e embalagens.

Os vizinhos ouviram os disparos e chamaram a polícia. Três vítimas estavam do lado de fora da residência, e dois dentro da casa, sendo que alguns ainda apresentavam sinais vitais quando a Polícia Militar chegou ao local. Foram socorridos ao hospital da cidade e morreram.

A polícia tenta identificar os responsáveis pelas mortes de Daniel dos Santos Costa, de 24 anos, Weliton da Silva, de 23 anos, Thiago dos Santos Siqueira, de 20 anos, Cláudio Rogério Pinto do Nascimento, 19 anos, e do adolescente de 17 anos.

A suspeita é de que os assassinatos tenham sido cometidos por, pelo menos, três pessoas. A polícia apura ainda que havia uma sexta pessoa na casa que, ao que tudo indica, conseguiu fugir, e é apontado como dono da ponto de venda de droga.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Cuiabá.