Selma poderá ingressar no PDT pra apoiar Pivetta ao Senado

0
A senadora Selma Arruda, relatora do projeto de lei (PLS 166/2018) que altera o Código de Processo Penal para disciplinar a prisão após a condenação em segunda instância, durante sessão da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ)

Cassada em 10 de dezembro pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a senadora Juíza Selma que se elegeu pelo PSL conhecida como “Moro de Saia”, foi acusada de ter praticado os crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico durante a campanha para o Senado em 2018.

Segundo bastidores Selma poderá migrar para o partido do pré-candidato Otaviano Pivetta, o PDT. Pivetta ja demonstrou em ocasiões anteriores o respeito e admiração por Selma, dizendo que se eleito, dará continuidade ao seu legado.

Selma  venceu o último pleito em primeiro lugar, com mais de 670 mil votos. Tanto Selma quanto Pivetta têm como inimigo político em comum Carlos Fávaro e, segundo rumores, a senadora cassada estaria disposta a se aliar ao vice-governador, ainda que ele seja filiado a um partido de esquerda, para não ter que ver o desafeto assumir sua cadeira.

 

 

Veja Também

Ex-governador de MT é condenado a 6 anos de cadeia e deve pagar multa de R$ 14,2 milhões