O Juiz Eleitoral da 21ª Zona Eleitoral em Lucas do Rio Verde-MT, Cristiano Fialho, concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde desta segunda-feira (27) para esclarecer alguns pontos sobre a eleição suplementar que acontecerá no dia 26 de abril em Mato Grosso.

A eleição é para eleger novo Senador da República, por Mato Grosso, após cassação da Juíza Selma Arruda.

 

Juiz Eleitoral, Cristiano Fialho – 21ª Zona Eleitoral

“O colégio eleitoral, ou seja, os eleitores que estão aptos a votar são aqueles que já estão e os que serão cadastrados na Justiça Eleitoral até do dia 21 de fevereiro”, comentou o magistrado.

O cidadão que pretende votar e que por algum motivo não esteja em dia com seu título, deve procurar o Cartório para a regularização. Até 21 de fevereiro os jovens poderão fazer o alistamento eleitoral (tirar o título).

“Aquele eleitor que quiser fazer o alistamento, que precisa fazer transferência ou a revisão, ele deve comparecer ao Cartório Eleitoral para realizar esses procedimentos até o dia 21 de fevereiro para que possa estar habilitado para votar na eleição de 26 de abril”, reforçou.

Porém, para as eleições regulares, que acontecem em outubro para escolha dos novos prefeitos e vereadores, o prazo para revisão do título, bem como obter o primeiro documento eleitoral, encerra no dia 05 de maio.

Ainda em relação à eleição suplementar, o Juiz Eleitoral destacou que as regras para os candidatos em relação à campanha eleitoral são as mesmas aplicadas pelo Tribunal Regional Eleitoral – TRE.

“O TRE editou uma resolução que estabeleceu como faz em todas as eleições, prazos específicos para realização desses atos, como por exemplo, dia 18 de março inicia a propaganda eleitoral, inclusive na internet. Já no dia 23 de março é dado inicio a propaganda no rádio e TV”, salientou Fialho.

A eleição para escolha do novo Senador da República para Mato Grosso, como citado anteriormente, acontecerá no dia 26 de abril das 08h00 as 17h00.

Em Lucas do Rio Verde, não haverá alteração dos locais de votações em relação às últimas eleições. De acordo com dados do Cartório Eleitoral, o município conta com 16 locais de votação compostos por 130 sessões e possui 45.185 eleitores aptos a votar.

A 21ª Zona Eleitoral compreende ainda os municípios de Tapurah (7.842) e Itanhangá (5.029 eleitores).