Três médicos da rede pública de saúde no município de Juara-MT, a 690 km de Cuiabá, foram acionados pelo Ministério Público Estadual (MPE) por se ausentarem de forma reiterada e injustificada dos seus postos de trabalho.

G1 tenta localizar a defesa dos médicos e a assessoria da Prefeitura de Juara.

Os médicos  poderão responder por ato de improbidade administrativa.

Nas ações, o MP pleiteia, em caráter liminar, a indisponibilidade de bens dos profissionais com o objetivo de assegurar, ao final do processo, eventual ressarcimento aos cofres públicos.

No decorrer do inquérito, conforme o MP, um fato que chamou a atenção foi o baixo número de atendimentos efetivados pelos médicos.

Consta na ação que um deles realizou uma média de seis atendimentos por dia, o outro apenas um, e o terceiro uma média de 13 atendimentos, incluindo as duas cargas horárias a que estava vinculado (estatutária/20h e contratual/20h).

Depoimentos, diligências e documentos obtidos na apuração dos fatos demonstraram que o abandono do local de trabalho pelos profissionais ocorreu para atender finalidades particulares.

As investigações apontam que os médicos iam ao local de trabalho, realizavam o registro de entrada e já se ausentavam do posto, retornando no meio da jornada para atender os pacientes previamente agendados, que não poderia ultrapassar oito atendimentos.