Julier reafirma pré-candidatura a prefeito e diz que PT trabalha nomes de Lúdio, Abicalil e Enelinda ao Senado

0

Filiado ao PT no final do ano passado, o ex-juiz Julier Sebastião não pretende entrar para a corrida pela vaga da senadora cassada Selma Arruda (Pode), embora esteja matematicamente apto a participar do pleito, conforme determina a legislação eleitoral. Ele acompanhou a sessão no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Mato Grosso na manhã desta quarta-feira (22), que definiu o calendário da eleição suplementar. Julier reforçou que é pré-candidato a prefeito de Cuiabá e afirmou que, para o Senado, o Partido dos Trabalhadores vai intensificar a partir de agora as articulações em torno dos nomes do deputado Lúdio Cabral, do ex-deputado Carlos Abicalil e da professora Enelinda Scala.

“Houve uma reunião do PT na semana passada e isso foi colocado em pauta. O partido deve começar a discutir intensamente a partir de agora. Como não era nada definido ainda, pelo menos no PT nós não tratávamos dessa forma, tudo era especulação. No partido nós temos o deputado Lúdio, o ex-deputado Abicalil, a professora Enelinda. As discussões começam de fato agora. Eu sou pré-candidato a Prefeitura de Cuiabá”, afirmou.


-Continua depois da publicidade ©-

Julier foi para o PT em novembro do ano passado, para não ter que disputar espaço interno no PDT – partido ao qual estava filiado – com o maestro Fabrício Carvalho, que assim como ele pleiteava candidatura a prefeito de Cuiabá pela legenda.

Desde a confirmação da cassação de Selma Arruda (Pode), em dezembro, o PT se manteve discreto quanto ao assunto porque, de acordo com o deputado Lúdio Cabral, as articulações pela vaga da juíza aposentada só teriam início depois que o TRE confirmasse a data do pleito, o que ocorreu nesta quarta-feira (22).

Cotado para disputar a suplementar, Lúdio, no entanto, afirma que pretende continuar na Assembleia Legislativa. “O PT tem vários nomes de qualidade: a Rosa Neide, o Barranco, o Abicalil, a Edna Sampaio, a professora Vera Bertolini… Eu, pessoalmente, ainda não fiz uma avaliação sobre a possibilidade de ter meu nome nesse processo. Mas, quadros para a disputa o PT tem”.

Conforme definido pelo TRE, a data final para que os partidos registrem as candidaturas será 17 de março e o início da propaganda eleitoral gratuita nas emissoras de rádio e televisão será no dia 23 de março. O calendário para a eleição suplementar para senador começa já no mês de fevereiro. A eleição será no dia 26 de abril.