Os diretores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) presentes no ato de lançamento do Programa Alfabetiza Lucas, realizado no começo da tarde desta terça-feira, 21, em Lucas do Rio Verde, participaram, na sequência, de uma reunião com o prefeito Luiz Binotti e a secretária de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, para a definição de questões relativas à implantação do primeiro campus avançado da instituição no estado de Mato Grosso, principalmente sobre a viabilização dos cursos de graduação iniciais.

Momentos antes, durante o ato solene, o professor Roberto Alves de Arruda, diretor político-pedagógico e financeiro da Unemat/Sinop, entregou oficialmente ao prefeito Luiz Binotti e à secretária a resolução ad referendum do Conselho Universitário (Consuni) que instituiu a criação do campus avançados de Lucas do Rio Verde.

Além de Arruda, participaram da discussão o diretor administrativo do polo de Sinop, Reginaldo Lopes Alencar, o diretor político-pedagógico e financeiro da unidade de Barra do Bugres, Fernando Selleri Silva, a diretora política-pedagógica e financeira da Unemat/Juara, Ana Maria de Lima, a vereadora Cristiani Dias e professores ligados à instituição e à secretaria municipal.

“Fizemos um mapeamento prévio dos cursos de graduação que poderão ser ofertados aqui em Lucas do Rio Verde e agora vamos retornar com a tarefa de consultar as faculdades para a formulação de propostas de ofertas de cursos que permitam dar início o mais breve possível ao funcionamento do campus avançado de Lucas do Rio Verde”, disse Arruda.

O processo prevê ainda a realização de uma pesquisa para conhecer as demandas locais e as decisões serão tomadas somente a partir do cruzamento dos dados obtidos pelas partes interessadas. “Tudo o que depender de nós será feito para agilizar essa questão. Já definimos a Escola Olavo Bilac como local provisório para instalar o campus avançado e agora dependemos dessas questões técnicas para a definição dos primeiros cursos”, ressaltou o prefeito Luiz Binotti.

De acordo com a secretária municipal de Educação, tudo ainda depende da análise que será conduzida internamente pela instituição. “Os três diretores ficaram de fazer esse diálogo com as unidades para definir quais os cursos poderão vir e em que tempo virão. Tratamos também de outras parcerias e da implantação de outros programas e projetos que a Unemat tem e que trabalha na extensão”, disse.