FOTO: Arquivo pessoal

A jornalista e empresária Valéria Cristina da Silva Carvalho, de 49 anos, sempre teve o costume, passado pela mãe, de guardar a panela com óleo usado dentro do forno. No entanto, nesta quarta (15), a família passou por um susto quando a filha dela, de 14 anos, ligou o eletrodoméstico para assar uma pizza e chamas saíram do interior do forno. Valéria acredita que respingos de óleo possam ter causado o incêndio.

A empresária contou que pensou ser uma “brincadeira” quando a adolescente surgiu apavorada na sala da casa onde moram, dizendo que o forno estava pegando fogo. Porém, a filha reforçou o alerta e Valéria foi até a cozinha para checar a situação.

A primeira atitude, conforme Valéria, foi de desligar o botijão de gás e abrir o forno. “Quando abri, as chamas que estavam lá dentro e ainda eram pequenas tomaram uma grande proporção, ‘engoliram’ o fogão. Foi um desespero, fiquei com medo do gás explodir”, lembrou.

Para tentar conter o incêndio, a empresária se apressou para molhar “todos os panos que tinha na casa”, enquanto o marido dela os usava para apagar as chamas. Por conta do alto nível de estresse causado pela situação, Valéria explicou que sequer se lembra quanto tempo durou o fogo.

“Temos a impressão que é tudo muito rápido, mas demorou um tempo. Meu filhos ficaram escondidos em outro lugar, meu marido naquele desespero para apagar o fogo com os panos molhados. Foi assustador”, ressaltou.

Foi apenas quando conseguiram apagar o fogo que ela e o marido conseguiram perceber o que o costume de guardar a panela com óleo dentro do forno havia causado na casa. De acordo com ela, a fumaça tomou conta da residência, chegando a deixar todos sujos de fuligem.

“Fico pensando se minha filha estivesse sozinha em casa e isso acontecesse. Ela provavelmente não saberia como agir e tudo poderia ter pegado fogo”, avalia.

Apesar do susto, ninguém se feriu, mas Valéria decidiu expor a situação para evitar que outras pessoas passem pelo mesmo. Ela contou que adquiriu o hábito de guardar as panelas com óleo dentro do forno com a mãe, mas que nunca havia tido ou tomado conhecimento desse tipo de problema.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por conta do oléo de cozinha apresentar ponto de ignição considerado alto, é necessário ter alguns cuidados. Com relação ao hábito de guardar panelas dentro do forno, a coorporação ressalta que, sempre antes do eletrodoméstico ser utilizado, é necessário observar se há pingos de oléo no interior do mesmo e realizar a limpeza.

Outra recomendação dos bombeiros é para que, caso o óleo pegue fogo, não jogar água diretamente no mesmo, já que o contato de líquido com o óleo em chamas pode resultar em uma explosão.