Ipem MT intensifica fiscalização contra fios e cabos fora das normas do Inmetro

0

Os fios e cabos que são utilizados nas instalações elétricas devem estar de acordo com as normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Para verificar a qualidade de fios e cabos que estão disponíveis no mercado de Cuiabá e Várzea Grande, as equipes do  Instituto de Pesos e Medidas de Mato Groso (Ipem MT), da Delegacia do Consumidor e do Sindicato da Indústria de Condutores Elétricos, Trefilação e Laminação de Metais Não Ferrosos de São Paulo (Sindicel) iniciaram nesta terça-feira (14.01) a Operação “Tá fora, tá fora”.

“O fio tem cobre e quanto mais grosso tem mais facilidade de transportar energia. É importante que este fio tenha a quantidade de cobre ideal porque, caso contrário, levará menos energia e haverá perdas com o gasto excessivo de eletricidade e acidentes mais graves”, explica Bento Bezerra, presidente do Ipem MT, ligado ao Inmetro.


-Continua depois da publicidade ©-

Sedec MT

“O nome da operação significa que se está fora da norma está fora da prateleira. Hoje selecionamos nas lojas de materiais elétricos as marcas de fios e as bitolas e fazemos o ensaio de resistência elétrica no local. Caso haja irregularidade, já fazemos a apreensão”, completa o presidente.

O Sindicel também entregou em doação ao secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, um microhmímetro digital, que é o aparelho que faz a medição nos ensaios do Ipem MT.

“O govenador Mauro Mendes orienta que os órgãos e autarquias deste governo devem ser céleres e ativos. O Ipem MT tem mostrado à sociedade mato-grossense o trabalho sério e técnico que vem realizando, prezando sempre pela qualidade e segurança dos produtos que estão disponíveis no mercado”, afirma Miranda.

Sedec MT

Treinamento

Na segunda-feira (13.01), foi realizado um treinamento ministrado pela Qualifio, a Associação Brasileira pela Qualidade de Fios e Cabos Elétricos. Na ocasião, representantes do Ipem MT, Procon, Sindicel, Delegacia do Consumidor e Associação dos Comerciantes de Material de Construção de Mato Grosso Mato-grossense receberam informações sobre ensaios de resistência elétrica e fiscalização.