Temporal derruba árvores, destelha casas e deixa milhares sem energia no Distrito Federal

0
Foto: Reprodução/TV Globo

O temporal que caiu na noite desta sexta-feira (13) no Distrito Federal causou estragos em diversas regiões da capital. Quedas de árvores atrapalharam o trânsito, casas foram destelhadas e ruas ficaram alagadas. Os ventos registrados chegaram a 73 quilômetros por hora.

Segundo a Companhia Energética de Brasília (CEB), cerca de 37,6 mil imóveis ficaram sem luz em várias áreas do DF. No Eixo Monumental, parte dos semáforos foram desligados. Na manhã deste sábado (14), a empresa informou que todos os casos gerais de falta de energia já foram solucionados.


-Continua depois da publicidade ©-

A previsão para o fim de semana é de mais pancadas de chuva. Neste sábado, elas podem ocorrer à tarde e à noite, com ventos de até 12 quilômetros por hora.

Estragos

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, o maior volume de chuvas registrado na sexta (13) foi na região de Águas Emendadas, em Planaltina, com 50,4 milímetros. No Plano Piloto, caíram 30,9 milímetros.

Já os ventos mais fortes ocorreram em Brazlândia e chegaram aos 73 quilômetros por hora. No Plano Piloto, chegou a 63 quilômetros por hora.

Segundo o Corpo de Bombeiros, foram registradas dezenas de ocorrências de quedas de árvores, duas de destelhamento de casas e uma de pessoa presa em elevador após falta de energia. Não houve feridos.

Na Asa Norte, o toldo de um restaurante se desprendeu por conta dos ventos fortes. Ainda na região, quedas de árvores causaram engarrafamentos nas quadras 411, 107, 207 e 409, além de trechos do Eixão.

Já em Samambaia, o portão de uma casa caiu com os fortes ventos. No Hospital Regional de Samambaia, a água invadiu o setor onde os pacientes fazem hemodiálise.

No PSul, em Ceilândia, a água formou uma enxurrada que assustou moradores.

Falta de energia

Segundo a CEB, as regiões atingidas pela falta de luz durante a chuva foram:

  • Planaltina
  • Vale do Amanhecer
  • Lago Sul
  • Plano Piloto
  • Noroeste
  • Sudoeste
  • SIA/Estrutural
  • Guará
  • Riacho Fundo
  • Sobradinho

A empresa afirma que a tempestade causou “uma série de aberturas de circuitos elétricos da rede de distribuição”. Segundo a CEB, “equipes operacionais iniciaram imediatamente o atendimento nas regiões mais críticas, realizando manobras elétricas e alocando as equipes de plantão e equipes extras para reforçar a atuação nos diversos pontos que registraram falta de energia geral pela cidade”.

Ainda de acordo com a empresa, caso algum consumidor ainda esteja sem energia, deve registrar novo chamado nos canais de atendimento, para as equipes de plantão verifiquem o caso.


-
-