Foram apreendidos 468 kg de pescado irregular — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Dois homens foram presos com 468 kg de pescado irregular na MT-343, em Cáceres-MT, a 220 km de Cuiabá-MT, nessa sexta-feira (13). Os suspeitos de 50  e  40 anos, foram abordados após uma denúncia à Polícia Militar sobre um carro suspeito parado às margens da rodovia.

Ao chegar do local indicado, os policiais encontraram um carro com carroceria puxando outro. Durante buscas nos veículos, foi encontrado o pescado. Segundo a polícia, Henio e Aldeci confessaram serem os donos dos peixes.


-Continua depois da publicidade ©-

G1 não conseguiu localizar a defesa dos suspeitos.

Da quantidade total apreendida, 409 kg foram apenas de pintado, outros 35 kg de cachara e 24 kg de pacu.

De acordo com a Polícia Militar, um dos homens possui quatro passagens por crime ambiental e o outro três passagens pelo mesmo crime.

O pescado apreendido, segundo a polícia, foi doado a entidades carentes.

Além dos peixes, os policiais apreenderam uma balança, dois celulares e R$ 2,7 mil em dinheiro.

Piracema

Até janeiro de 2020, quem for pego pescando durante o período reprodutivo, deve responder por crime ambiental.

O valor da multa para quem descumprir a legislação varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil, com acréscimo de R$ 20 por kg de peixe apreendido.

Durante a piracema, só é permitida a pesca de subsistência, quando o pescado é usado para a alimentação da família. Mesmo assim, a pesca tem que ser na beira do rio e o limite é de 3 kg de peixes.