Hospital São Lucas recebe R$ 60 mil em doações do Novemberfest

0
;
;

 

A direção do Hospital São Lucas em Lucas do Rio Verde-MT recebeu o valor de R$ 60 mil em doações feitas pelos organizadores do Novemberfest 2019, que foi realizado no dia 16 de novembro, no pavilhão do Cetro de Eventos Roberto Munaretto.


-Continua depois da publicidade ©-

O Novemberfest é um baile típico da cultura germânica, regado a muito chope e foi realizado pelo grupo de dança alemã Grüner Wald, onde reunião mais de 2 mil pessoas.

100% da renda foram entregues à Fundação Luverdense de Saúde, entidade filantrópica sem fins lucrativos, que mantem o Hospital São Lucas. O valor foi investido na compra de 40 impressoras multiuso e um aparelho de teste do coraçãozinho.

Membro do Grüner Wald e um dos diretores da Fundação Luverdense de Saúde, Marino Franz, comentou que o grupo alemão, além de manter a tradição, tem o propósito de “ajudar o Hospital São Lucas. Todos os equipamentos foram doados em 100% com a arrecadação da festa”, explicou Franz, fazendo um chamamento para que a população participe mais de eventos solidários como este.

“A população tem que participar mais das coisas boas que se revertem em benefícios para a sociedade, principalmente na área da saúde”, conclamou.

O Hospital São Lucas atende mais de 5 mil pacientes por mês e para sua manutenção, é necessário as doações realizadas pela sociedade organizada e particulares.

A direção do hospital adquiriu 40 impressoras dos tipos: Brother DCP-L5652 e Brother DCP-1617. Antes da doação, a unidade hospitalar precisava alugar tais equipamentos ao custo mensal de R$ 11 mil.

“Conseguimos um número suficiente de impressoras para manter todos os setores do hospital, visando reduzir os custos fixos. Esses novos equipamentos nos darão também, mais agilidades nos processos administrativos, gerando maior qualidade nos serviços prestados, que é nosso maior objetivo”, comentou a gestora do Hospital São Lucas, Gabriela Refatti.

O aparelho utilizado para realizar o teste do coração nos bebês que nascem no Hospital São Lucas também era alugado e gerava custos a unidade hospitalar. Com a doação feita pelo grupo Grüner Wald, foi possível adquirir um aparelho de ponta, afirmou a gestora.

“Esse teste pode diagnosticar precocemente algumas doenças, algumas cardiopatias nos recém-nascidos”, finalizou Refatti.


-
-