Dispositivos para fumar contêm inúmeras substâncias tóxicas, alerta Inca

Segundo a instituição, a chance de um jovem começar a fumar cigarros convencionais quadruplica com o uso dos aparelhos

0

O Instituto Nacional de Câncer (Inca), publicou um alerta sobre o uso de dispositivos eletrônicos para fumantes (cigarros eletrônicos), que funcionam com bateria e possuem diferentes formas e mecanismos, contendo inúmeras substâncias tóxicas, na maioria aditivos com sabores de nicotina, droga que causa dependência química.

Segundo o Inca, os dispositivos também são responsáveis por acidentes como explosão das baterias que causam queimaduras, perda de partes do corpo e até morte; ingestão acidental dos líquidos, especialmente por crianças – esses líquidos contêm nicotina e pode ser inalado ou entrar em contato com pele e olhos; princípios de incêndio em residências e em outros locais; e doença pulmonar severa.


-Continua depois da publicidade ©-

Estudos da instituição comprovam que uma revisão sistemática de estudos científicos mostrou que a chance de um jovem começar a fumar cigarros convencionais quadruplica com o uso dos dispositivos eletrônicos.

O que são

São aparelhos que funcionam com uma bateria e têm diferentes formas e mecanismos. Podem ter, por exemplo, o formato de cigarros, canetas e pen drives.Em sua maioria contêm aditivos com sabores, substâncias tóxicas e nicotina, que é uma droga que pode causar dependência, doenças respiratórias, cardiovasculares e câncer

Com informações do INCA


-
-