Desvio improvisado foi destruído após chuvas — Foto: TVCA/Reprodução

Alguns trechos da MT – 174, na região de Castanheira, a 780 km de Cuiabá, estão interditados devido as chuvas registradas nos últimos dias que causaram a queda de uma ponte que liga a rodovia às cidades vizinhas. Além disso, os atoleiro tornam-se um problema constante para os usuários da rodovia.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) informou que já iniciou medidas para amenizar o problema e liberar o tráfego na rodovia.


-Continua depois da publicidade ©-

Segundo o Departamento, o trecho mais crítico é na região da Ponte do Cruzeiro, que fica a 40 km de Castanheira.

A ponte caiu há mais ou menos 20 dias. A estrutura, que era de madeira, não suportou o peso de um caminhão carregado com toras. Parte do caminhão chegou a cair dentro do rio.

Depois da queda da ponte um desvio improvisado foi feito até que a recuperação dela fosse feita.

No entanto, com as chuvas dos últimos dias, o volume do rio subiu e complicou a situação. Recentemente, o desvio também foi destruído com a correnteza e bloqueou a passagem.

A região, além da produção da pecuária ser destaque, existe uma bacia leiteira. O laticínio com sede em Castanheira precisa passar pela rodovia para buscar o leite nas propriedades dos municípios de Juruena, Cotriguaçu, Colniza e Aripuanã.

Agora quem precisa ir de Castanheira a Juruena, por exemplo, são 110 km de terra e é preciso passar por dentro de um assentamento, o que aumenta o trajeto em 30 km.