16 Dias de Ativismo: Lucas do Rio Verde faz campanha contra a violência

A abertura será no dia 21 de novembro, às 7h30, no Paço Municipal

0

 

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde realiza a partir da próxima quinta-feira (21) a campanha 16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero. A campanha é promovida anualmente pela Organização das Nações Unidas (ONU) e em Lucas do Rio Verde é desenvolvido pela Secretaria de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), em parceria com Conselho Municipal de Direitos da Mulher.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

A abertura será no dia 21 de novembro, às 7h30, no Auditório dos Pioneiros, no Paço Municipal, e contará com a palestra da presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Glaucia Anne Kelly Rodrigues do Amaral.

No dia 28 de novembro será realizado o ciclo de palestras “Todos por elas”, na Câmara de Vereadores, às 18h30. O intuito é debater sobre combate à violência contra mulheres e meninas e promover orientações sobre a prevenção e o enfrentamento da violência doméstica para evitar possíveis agressões.


-Continua depois da publicidade ©-

O encerramento da campanha será no dia 8 de dezembro, com apresentações culturais, a partir das 17 horas, na Praça dos Migrantes, no Centro.

Em Lucas do Rio Verde, de janeiro a outubro de 2019, foram feitos 185 registros, entre a demanda de ofícios encaminhados pela Polícia Civil (175), e atendimentos do Caps (07) e pelo Creas (03).

“Nós temos a ciência de que este número pode ser ainda maior, pois muitas mulheres sofrem agressões e abusos, mas acabam não registrando essa violência sofrida. Nosso objetivo com esta campanha é realmente propor o debate, a prevenção e a conscientização das pessoas para qualquer gênero de violência”, comentou a coordenadora do Creas, Neli Debiasi.

16 Dias de Ativismo
A campanha 16 Dias de Ativismo contra a Violência de Gênero acontece todos os anos para marcar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres (em 25 de novembro) e também o Dia Internacional dos Direitos Humanos (em 10 de dezembro).

A campanha teve início em 1991, por mulheres de diferentes países reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo. No Brasil, a campanha é realizada desde 2003 por meio de ações de mobilização e esclarecimento sobre o tema.