Educação conclui formação de candidatos à gestão e coordenação escolar

O processo de escolha, por voto secreto de toda comunidade, será no dia 28 de novembro

0
Foto: Ascom Prefeitura/Neri Malheiros

O ciclo de formação dos candidatos que disputarão a eleição para gestor e coordenador das unidades da rede municipal de ensino foi encerrado neste sábado (09), com atividades coletivas nos períodos matutino e vespertino. O processo de escolha, por meio de voto secreto e aberto para toda comunidade escolar, está previsto para o dia 28 de novembro.

Ao todo, são 20 concorrentes ao cargo de gestão e 48 concorrentes ao cargo de coordenação para 17 instituições educacionais já em funcionamento e para uma – o Centro de Educação Infantil Paulo Freire – que deverá funcionar a partir do começo do próximo ano letivo.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

O curso de 65 horas/aula de duração tratou dos seguintes temas: Gestão Administrativa; Gestão do Tempo; Tempo Estruturante e Tempo Social; Estrutura e Documentação; Gestão de Pessoas; Gestão da Secretaria Escolar; Sistema de Gestão; Legislação; Financiamento da Educação; Gestão dos Recursos Financeiros; Liderança Pedagógica com Foco nos Indicadores Educacionais; Tempo Correlacional e Tempo de Projeção; Atividade Complementar.

Em oito unidades deverá haver renovação do quadro diretivo atual visto que seus gestores foram reeleitos para o biênio 2018/2019 e, como a legislação relativa à gestão democrática permite apenas um novo mandato consecutivo, ficaram automaticamente impedidos de candidatar-se outra vez para a disputa.


-Continua depois da publicidade ©-

Somente em cinco escolas haverá mais de um concorrente ao cargo de gestão que ficará vago a partir do final deste ano e em apenas uma unidade, a Escola São Cristóvão, da comunidade de mesmo nome, não houve inscrição de candidato.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Cleusa Marchezan De Marco, o nível da estrutura educacional de Lucas do Rio Verde não permite experiências e exige candidatos bem preparados para o exercício de funções tão importantes. “A partir do próximo ano haverá a implantação do novo currículo escolar e os profissionais concorrentes devem ser reconhecidamente líderes, precisam conhecer todas as dimensões do cotidiano da comunidade que pretendem liderar e estarem capacitados para construir um plano de trabalho conforme o Documento de Referência Curricular e conforme determinam todas as diretrizes municipais da Educação”, ressalta.

Mestre em educação e consultora socioeducativa, a professora Jussara Ceron foi responsável por alguns temas do processo de capacitação e também conduziu o encontro de encerramento do ciclo formativo. Para ela, o trabalho de gestão escolar demanda liderança que possibilite a cocriação, a participação democrática, os relacionamentos aprendentes e o gestor precisa ser um comunicador potente, ter foco na aprendizagem e fazer a gestão administrativa de maneira coerente.

“Nós temos aqui um momento ímpar para a educação de Lucas do Rio Verde onde visitaremos todos os pressupostos legais e as concepções que estamos dialogando durante esse processo de formação. Hoje à tarde faremos uma plenária em que todas as escolas colocarão a partir de seus entendimentos, de forma dialética, responsável e ética, as suas contribuições, as suas percepções sobre gestão escolar”, define.

Para ter sua inscrição aceita para qualquer um dos cargos, o candidato precisava preencher oito requisitos básicos: ser ocupante de cargo de professor efetivo do quadro da Educação Básica da Rede Municipal; ser habilitado em nível de licenciatura plena em Pedagogia ou em outra área da Educação; não responder a processo administrativo disciplinar; não estar sob licenças médicas reiteradas; não estar usufruindo licença de interesse particular ou permuta; ter, na data da inscrição, concluído o estágio probatório; ter dedicação exclusiva à unidade escolar; ter trabalhado nos dois últimos anos dentro da unidade de ensino em que pretende candidatura.