Por 6 votos a 5, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na noite desta quinta-feira (7) que é ilegal a execução da pena mesmo após a condenação em segunda instância. Assim, réus já condenados que ainda tenham recursos a serem julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo próprio STF poderão ser soltos. A decisão pode beneficiar o ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba, assim como outros condenados no âmbito da Operação Lava Jato. Senadores comentaram o assunto pelo Twitter.

Fonte: Agência Senado

--
-Continua depois da publicidade ©-
--