Lucas do Rio Verde registrou 427 notificações de dengue até outubro desse ano

O mês de maio teve o maior número de notificações de suspeita da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegipty

0

No período de janeiro a outubro desse ano, o município de Lucas do Rio Verde-MT teve 427 notificações de dengue. O mês de maio teve o maior número de notificações de suspeita da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegipty, somando 94 registros, com destaque para os bairros Jardim das Palmeiras e Rio Verde com 13 notificações cada.

No período analisado, 212 casos confirmaram para a doença; 203 foram descartados e 12 pacientes ainda aguardam resultado. Os dados foram apresentados pelo Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do município.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

“Até o presente momento temos um número elevado de notificações de dengue. Estamos no período chuvoso, sendo mais crítico e pedimos para a população o cuidado especial. Não que durante o ano todo não precisamos ter cuidado, porém, nessa época devemos redobrar essa vigilância, pois aumenta o depósito com água parada onde o mosquito se prolifera”, destacou o coordenador da Vigilância Ambiental, Élcio Cosma Pereira.

É importante a população sempre vistoriar rotineiramente as calhas, caixas d’água, bebedouro de animais domésticos, vasos de plantas e qualquer outro material que possa acumular água.


-Continua depois da publicidade ©-

Cosma orienta a população a aproveitar o Mutirão Cidade Limpa, que está sendo realizado nos bairros de Lucas do Rio Verde pela Secretária de Obras, para que possam fazer a limpeza de seus quintais e eliminar todo tipo de criadouro do mosquito Aedes Aegipty.

“Até o dia 15 de dezembro está acontecendo o Mutirão Cidade Limpa. Então é o momento para a população nos ajudar, retirando todo material que está exposto no fundo do quintal que acaba servindo de criadouro para o mosquito, servindo de abrigo para animais peçonhentos, roedores e outros tipos de insetos”, relembrou.

O material poderá ser colocado em frente às residências, onde as equipe irão passar recolhendo. O cronograma de limpeza está disponível nos murais das unidades de saúde e escolas do município e também no site da prefeitura: www.lucasdorioverde.mt.gov.br.

O vírus causador da dengue é transmitido pela picada de mosquitos da espécie Aedes que também são responsáveis pela transmissão da chikungunya, febre amarela e Zika.

A dengue pode ter diferentes apresentações clínicas e de prognóstico imprevisível. Os primeiros sintomas aparecem de quatro a 10 dias depois da picada do mosquito infectado. A doença começa bruscamente e se assemelha a uma síndrome gripal grave caracterizado por febre elevada, fortes dores de cabeça e nos olhos, além de dores musculares e nas articulações.

“É importante que se o cidadão sentir algum sintoma da dengue, que procure imediatamente uma unidade de saúde para que seja diagnosticado pelo profissional. Na unidade de saúde é feita a notificação, que é encaminhada ao nosso departamento para que possamos realizar a busca ativa, e se confirmado esse caso, faremos o bloqueio químico que tem o intuito de eliminar os mosquitos adultos que possa fazer novas vítimas”, finalizou Cosma.

Mutirão de limpeza urbana terá inicio no próximo dia 04 em Lucas do Rio Verde