Eduardo Bolsonaro diz desconhecer uso de perfis falsos por assessores nas redes sociais

0

O líder do PSL na Câmara, deputado Eduardo Bolsonaro (SP), disse nesta terça-feira (22) desconhecer que assessores seus mantenham perfis falsos em uma rede social, conforme acusação da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). Segundo ele, cabe à parlamentar provar o que diz.

Mais cedo, Hasselmann, que recentemente foi destituída da liderança do governo no Congresso e tem trocado farpas com a ala bolsonarista do PSL, afirmou que assessores tanto de Eduardo como de seus irmãos Carlos e Flávio Bolsonaro — todos filhos do presidente da República —criaram perfis falsos numa rede social.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Segundo ela, “dentro do Palácio do Planalto”, “no gabinete do presidente”, há um grupo responsável por produzir esse material – campanhas de difamação e informações falsas.

“Cabe a ela provar, então. Eu não tenho conhecimento de nada disso”, disse Eduardo Bolsonaro.


-Continua depois da publicidade ©-

E acrescentou: “Se ela falou qualquer coisa, cabe a ela provar, não a mim. Eu respondo ao PGR [procurador-geral da República], eu falo com o presidente ou com quem quer que seja”.

Eduardo Bolsonaro se tornou líder da bancada na Câmara na segunda-feira (21) após uma “guerra” de listas” entre os deputados do partidos para definir o comando da legenda.

Hasselmann acabou apoiando a permanência do então líder, Delegado Waldir (PSL-GO), que é aliado do presidente da legenda, Luciano Bivar.

A posição da deputada resultou na destituição dela da liderança do governo no Congresso. Desde então, a parlamentar tem feito críticas à interferência dos filhos de Bolsonaro.