Bolsonaro irá processar líder do PSL que chamou presidente de “vagabundo”

0
Foto : Agência Brasil

A polêmica entre a família Bolsonaro e o partido PSL tem nova novela nesta sexta-feira(18). Segundo a Folha de São Paulo, Jair Bolsonaro acionou a Advocacia-Geral da União (AGU) para processar o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO), que chamou Bolsonaro de “vagabundo” e ameaçou “implodir” o presidente.

Conforme o CenárioMT informou, novos embates intensificam a crise no partido, as últimas semanas se tornaram tensas dentro do Partido Social Liberal (PSL), do qual o presidente Jair Bolsonaro faz parte. Um racha separa aliados do presidente (Bolsonaristas) de um lado, e aliados do presidente do partido Luciano Bivar (Bivaristas de outro).

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

 

Ontem o cenário se tornou mais difícil após o vazamento de áudios associados ao deputado federal e líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO) em que afirmou que “iria implodir o presidente Jair Bolsonaro e ainda o chamou de ‘vagabundo’”. Tal declaração foi proferida pelo deputado após a articulação que havia sido feita para uma possível troca de liderança da sigla na Câmara, em que Waldir daria lugar a Eduardo Bolsonaro.


-Continua depois da publicidade ©-

 

Toda esta crise ficou evidente depois de Bolsonaro ter aconselhado um seguidor a esquecer o partido e ter dito que Bivar estava queimado.

PSL: Novos embates intensificam crise no partido