Paciente curado de câncer acredita em misto de ‘ciência e manifestação religiosa’

0
Foto: Vamberto de Castro/Arquivo pessoal

Vamberto Luiz de Castro é só alegria e encantamento em casa, em Belo Horizonte. O funcionário público aposentado de 64 anos que está livre de um linfoma – um tipo de câncer – após tratamento inédito na América Latina curte a família e a casa após ficar 40 dias internado em Ribeirão Preto (SP).

“Eu tenho recebido tanta manifestação de tanta gente que rezou. Eu prefiro dizer que é um misto de manifestação religiosa e ciência”, disse o paciente agora curado.

Vamberto estava em fase terminal de um linfoma muito agressivo nos ossos quando procurou o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto para tentar um tratamento ainda experimental no Brasil com uma equipe da Universidade de São Paulo (USP).

Ele teve alta no último domingo (13) após apresentar melhora considerada cura com a terapia genética descoberta no exterior e conhecida como CART-CeII.

“Eu estou meio assustado com tudo o que aconteceu, especialmente sobre o tratamento”, disse Vamberto.

No domingo mesmo, quando chegou em casa, foi recebido por familiares e amigos com faixas, balões e abraços.



Para ler mais notícias sobre o Mato Grosso, clique Aqui. Siga também o CenárioMT no Twitter e no Facebook.