Paciente curado de câncer acredita em misto de ‘ciência e manifestação religiosa’

0
Foto: Vamberto de Castro/Arquivo pessoal

Vamberto Luiz de Castro é só alegria e encantamento em casa, em Belo Horizonte. O funcionário público aposentado de 64 anos que está livre de um linfoma – um tipo de câncer – após tratamento inédito na América Latina curte a família e a casa após ficar 40 dias internado em Ribeirão Preto (SP).

“Eu tenho recebido tanta manifestação de tanta gente que rezou. Eu prefiro dizer que é um misto de manifestação religiosa e ciência”, disse o paciente agora curado.

Vamberto estava em fase terminal de um linfoma muito agressivo nos ossos quando procurou o Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto para tentar um tratamento ainda experimental no Brasil com uma equipe da Universidade de São Paulo (USP).

-- --

Ele teve alta no último domingo (13) após apresentar melhora considerada cura com a terapia genética descoberta no exterior e conhecida como CART-CeII.

“Eu estou meio assustado com tudo o que aconteceu, especialmente sobre o tratamento”, disse Vamberto.

No domingo mesmo, quando chegou em casa, foi recebido por familiares e amigos com faixas, balões e abraços.


-Continua depois da publicidade ©-