Em seis meses, estação de esgoto já tratou 66 mil toneladas de resíduos de caminhões limpa-fossa

0
Foto: Reprodução

Em pouco mais de seis meses, a Estação Elevatória de Esgoto do Tijucal (ETE Tijucal) já tratou o que equivalente a 66 mil toneladas de resíduo de caminhões limpa-fossa. Mensalmente, 1,4 mil caminhões de empresas com licenciamento ambiental expedido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) fazem o uso da estrutura.

Os caminhões limpa-fossa são utilizados para fazer a coleta de resíduos em sépticas, que são unidades de tratamentos individuais. Em regiões onde não há cobertura de esgoto, é necessário utilizar este mecanismo.

-- --

“Nós estamos cientes do nosso compromisso com a sustentabilidade dos nossos mananciais. Após seis meses podemos fazer um balanço e ficamos satisfeitos. O risco real é de que essas 66 mil toneladas tivessem sido despejadas nos rios e nos córregos, sem qualquer tratamento. Mais que números, estamos diante de um resultado que significa, também, mais saúde na comunidade”, conta Tauana da Rosa, coordenadora de tratamento de esgoto.

Com 1,4 mil caminhões utilizando o ETE para a limpeza de resíduos, há 29 empresas cadastradas para o descarte mensal. Tauana explica que desta forma é possível fazer a manutenção e preservação do Rio Cuiabá.


-Continua depois da publicidade ©-

Allan Vinicius Xavier, proprietário da AJA Engenharia, conta que nos últimos seis meses a empresa fez todos os ajustes solicitados pela concessionária, desde questões legais até a garantia do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) de cada prestador, visando a permissão para utilização da estrutura.

“A coleta de resíduos de limpa fossa na ETE Tijucal trouxe muitas melhorias para o setor. Por isso, nos esforçamos em cumprir todas as solicitações. Agora eu sei que esses resíduos vão passar por um tratamento correto e que isso representa benefícios para todos nós e para o meio ambiente”, completa.