Programa Telessaúde de Mato Grosso é finalista em prêmio nacional

Programa Telessaúde de Mato Grosso é finalista em prêmio nacional

0

Apoiado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o Núcleo Telessaúde de Mato Grosso está entre os seis finalistas do Prêmio Excelência em Competitividade, na categoria Destaque Boas Práticas. Organizado pelo CLP Liderança Pública, o evento de premiação será no dia 18 de outubro, na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Assim como o Telessaúde, estão na disputa os projetos Paraíba Unida pela Paz (PB), CRIA – Criança Alagoana (AL), Bom Prato (SP), Caminhos da Paraíba (PB) e o Plano Metropolitano de Resíduos Sólidos– PMRS (PE). Dessas indicações, apenas três serão premiadas.


Continua depois da publicidade-pix


“O Telessaúde é um case de sucesso que tem a aprovação dos gestores municipais de Saúde por meio do Cosems [Conselho de Secretarias Municipais de Saúde]. O reconhecimento do programa em âmbito nacional e mundial se deve graças ao comprometimento do seleto time de Teleconsultores e ao êxito das parcerias institucionais entre a Secretaria de Estado de Saúde, a UFMT e o HUJM”, declarou o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

O programa Telessaúde foi selecionado a partir dos critérios estabelecidos pelo CLP, que avaliou o potencial de institucionalização ou legado; equidade, replicabilidade e escalabilidade; inovação; competitividade, momento do país e resultados.

-Continua depois da publicidade ©-

Contente com a indicação, o responsável pelo Núcleo Técnico Científico do programa, Fábio José da Silva, diz que estar entre os finalistas é importante para o reconhecimento dos esforços feitos pela SES-MT na busca pela eficiência e aplicação do recurso público sem prejudicar o atendimento à população.

“Esta é uma ferramenta que possibilita que pessoas que estão em locais distantes tenham acesso ao serviço de saúde com qualidade, sem a necessidade do deslocamento do profissional e do paciente. Isso traz ganho em qualidade de vida e melhoria de conhecimento para o profissional, que também utiliza o Telessaúde para participar de cursos”.

Por meio do Núcleo do Telessaúde, a SES-MT registrou, em 2018, um total de 549.250 atendimentos entre os serviços de Teleconsultorias, Eletrocardiogramas, exames de Tele-estomatologia, exames de Teledermatologia, módulos de Tele-educação e acessos ao Canal Tele Educa. De acordo com a coordenadoria do Núcleo do Telessaúde, esses resultados evidenciam a contenção de 53% dos encaminhamentos de pacientes para a capital do estado e o alcance de 93% de satisfação com as respostas da teleconsultoria.

Em abril deste ano, o programa Telessaúde conquistou o prêmio ‘WSIS Prizes 2019’, na categoria ‘E-Health’. A premiação aconteceu em Genebra, na Suíça, e dedicou ao programa estadual a única indicação brasileira da competição.

O Telessaúde

O Núcleo Técnico Científico Telessaúde de Mato Grosso existe por meio de um convênio entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) e o Ministério da Saúde. O funcionamento do setor é realizado por meio do Termo de Cooperação Técnica, firmado entre o Hospital Universitário Júlio Muller (HUJM) e a SES-MT. A instalação física do Núcleo é no HUJM, na Unidade e-Saúde/Gerência de Ensino e Pesquisa, e suas atividades estão integradas às atividades do Núcleo da Rede Universitária de Telemedicina.

Desde o início de suas atividades, o núcleo ampliou significativamente o número de solicitações de teleconsultorias, implantou o telediagnóstico em eletrocardiograma, dermatologia e estomatologia, expandiu o número de municípios com adesão ao telediagnóstico, ampliou a equipe de teleconsultores, as atividades de tele-educação e manteve a parceria com a FAEN/UFMT por meio do Projeto de Extensão.

A equipe é composta de 58 profissionais entre médicos, enfermeiros, cirurgião-dentista, farmacêutico, nutricionista, técnico em tecnologia da informação, biólogo, psicólogo, fisioterapeuta e fonoaudiólogo – sendo todos profissionais da SES-MT, da UFMT/HUJM ou voluntários que se dispõem a contribuir com o trabalho.

A premiação

Em sua quarta edição, o Prêmio Excelência em Competitividade – Destaque Boas Práticas, recebeu mais de 120 inscrições de diversos setores públicos do Brasil. Conforme previsto no edital, foram feitas duas avaliações. A primeira consistiu em verificar se as boas práticas inscritas atendiam aos pré-requisitos; já a segunda triagem foi feita com base nos critérios estabelecidos pelo edital.

Além da categoria Destaque Boas Práticas, há também as categorias Destaque Crescimento e Destaque Internacional. Os estados vencedores das três categorias do Prêmio serão agremiados na cerimônia de lançamento da 8ª Edição do Ranking de Competitividade dos Estados, no dia 18 de outubro.





-Patrocinador-