Polícia Civil desarticula grupo de roubo de defensivos e recupera carga avaliada em R$ 1,2 milhão


FOTO: PJC/LRV

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) fez a prisão de mais um membro da quadrilha especializada em roubos/furtos de defensivos agrícolas, desarticulada na noite dessa terça-feira (08) em Luca do Rio Verde-MT.

Durante confronto, dois suspeitos foram alvejados, sendo que um veio a óbito. Um policial também foi atingido na perna, mas foi socorrido e seu estado de saúde é estável.

O suspeito preso na manhã desta quarta-feira (09) estava hospedado em um hotel, no bairro Parque das Emas, onde houve o confronto na noite anterior.

De acordo com o delegado titular da GCCO, Frederico Murta, o suspeito estava com ferimento no pé, também proveniente da troca de tiros.

Uma carga de defensivos agrícolas avaliada em R$ 1,2 milhão foi recuperada em ação realizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, na terça-feira (08.10), em Lucas do Rio Verde (357 km ao Norte da capital). – Foto por: PJC-MT

“Na manhã dessa quarta-feira uma equipe estava fazendo rondas na mesma região e encontrou um dos indivíduos que participou da troca de tiros e estava com um tiro no pé. O criminoso estava escondido em um dos quartos de um hotel esperando ser resgatado por outro comparsa”, disse o delegado.

Todos os envolvidos na organização criminosa são de alta periculosidade e conhecidos da polícia, inclusive alguns com aproximadamente 20 anos de prática criminosa especializada em roubos e furtos de defensivos.

“Todos já têm ficha criminal bastante extensa e são conhecidos na região pela prática desse tipo de delito, pois visam lucros muito altos, pois sabemos da quantidade e o valor desses produtos que circulam na região. Então não tem nenhum novato, nenhuma carinha nova”, disse Murta.

“Esse grupo usa de muita violência para a prática de seus crimes. Na semana passada durante um roubo em uma fazenda, foram doze criminosos fortemente armados. Amarraram as vítimas e conduzidas como reféns durante a fuga. Então não estamos falando de pequenos ladrões, estamos falando de uma organização que começou a ser desmantelada com o trabalho da Polícia Civil. Não só por parte do GCCO, bem como da delegacia municipal de Lucas do Rio Verde”.

Ainda de acordo com o delegado Frederico Murta, há pelo menos quatro meses a polícia seguia os passos da organização criminosa, levantando informações dos possíveis locais que atuariam, bem como na identificação dos membros.

“E ontem conseguimos identificar e foi feita a abordagem. Uma vez que houve o confronto, os policiais tiveram que se defender e fizemos o que tinha que ser feito”, concluiu o delegado.

Ainda na madrugada, durante as investigações para chegar ao outros membros da quadrilha que conseguiram fugir, a polícia teve informações de que os criminosos poderiam tentar invadir a delegacia judiciária de Lucas do Rio Verde para tentar recuperar a carga de defensivos roubados.

“Eu recebi essa informação, particularmente com surpresa né, porque é uma ousadia muito grande. Mas são criminosos de foram e não imaginam como a gente é atuante e tenho certeza que não ousariam. Estamos preparados para qualquer coisa, pois nossa equipe é grande, bem armada e é muito difícil tirar alguma coisa daqui de dentro”, alertou o delegado Daniel Santos Nery, titular da delegacia judiciária civil de Lucas do Rio Verde.

Troca de tiros resulta em dois feridos e um morto em Lucas do Rio Verde