4ª fase da Operação Carne Fraca faz busca e apreensão em cidades de MT

Nova etapa foi deflagrada na manhã desta terça-feira (1º). Cerca de R$ 19 milhões foram destinados a pagamentos indevidos, conforme a PF.

0
Polícia Federal cumpre 68 mandados em nove estados — Foto: Divulgação/Polícia Federal

Sessenta e oito mandados de busca e apreensão são cumpridos, na manhã desta terça-feira (1º), na deflagração da 4ª fase da Operação Carne Fraca em nove estados do país.

De acordo com a Polícia Federal (PF), esta nova etapa da Carne Fraca apura crimes de corrupção passiva praticados por auditores fiscais agropecuários federais em diversos estados.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

A BRF colaborou com as investigações. O grupo empresarial, segundo a PF, passou a atuar de maneira espontânea com as autoridades públicas e apontou 60 auditores fiscais agropecuários como favorecidos com as vantagens indevidas.

Há buscas na União Avícola, no Mato Grosso, que era usada pela BRF para repassar propina para fiscais agropecuários federais, segundo uma fonte da PF. As buscas estão sendo feitas no endereço da empresa, em Nova Marilândia, e no escritório, que fica em Cuiabá


-Continua depois da publicidade ©-

A União Avícola pertence ao ex-senador Cidinho Santos.

R$ 19 milhões para pagamentos indevidos

Aproximadamente R$ 19 milhões foram destinados a pagamentos indevidos, conforme a PF. Os valores eram pagos em espécie, por meio do custeio de planos de saúde e por contratos fictícios firmados com pessoas jurídicas que representavam o interesse dos fiscais.