AMM defende plano de ação para evitar queimadas e prejuízos a municípios em 2020 em MT

0
Foto: TV Centro América

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, declarou na manhã desta sexta-feira (20) que a instituição defende que, após os prejuízos ocasionados a diversos municípios atingidos por incêndios, seja elaborado um plano de ação junto às prefeituras, para que, no ano que vem, sejam aplicadas medidas preventivas que evitem queimadas.

Segundo ele, praticamente todas as regiões do estado foram afetadas por incêndios. Em algum municípios, além da perda de pontes, de lavouras, houve prejuízos na rede de energia elétrica e no abastecimento de água.


Continua depois da publicidade-pix


“Precisamos montar um plano de ação para que, no próximo ano, situações como esta não se repitam. As prefeituras precisam desenvolver ações educativas e de prevenção de queimadas”, afirmou.

Em reuniões realizadas nesta semana com representantes das Defesas Civis estadual e nacional, ficou acordado que os municípios prejudicados por queimadas precisam encaminhar um plano de recuperação para a Defesa Nacional e, talvez, aqueles que perderam pontes, possam receber auxílio financeiro.

“Entretanto, diante a situação econômica enfrentada pelo país, não há garantia de recursos. Por isso, estamos insistindo que é preciso investir em ações de prevenção”, declarou.

Por outro lado, a AMM tem buscado outras formas de prestar apoio aos municípios prejudicados.

-Continua depois da publicidade ©-

“Estamos pensando no desenvolvimento de ações sociais que possam ajudar as famílias que em razão do fogo, perderam bens materiais e não têm condições de se recuperar”, explicou ele.

O presidente reafirmou que a maior preocupação, no momento, é evitar que essa situação se repita no próximo ano. A instituição vai cobrar um plano de prevenção de queimadas, especialmente dos municípios com Áreas de Preservação Ambiental (APA), Terras Indígenas e parques florestais.

 





-Patrocinador-