Projeto Sinergia envolve mais de 300 estudantes em Lucas do Rio Verde

Sempre aos sábados, a iniciativa inédita com atividades teóricas, dinâmicas e exercícios de Matemática e de Língua Portuguesa se estenderá até o mês de outubro

0

A segunda aula do Projeto Sinergia, realizada na manhã deste sábado, 14, no auditório da Faculdade La Salle, começou com a entrega de um computador portátil para a aluna Jhulieli Pereira de França, da Escola Cecília Meireles, vencedora do concurso para a criação da logomarca do projeto. O prêmio foi um presente da primeira-dama Rafaela Frizzo, madrinha da iniciativa.

Os “aulões” do Sinergia, um projeto inédito lançado no mês passado pela Secretaria Municipal de Educação, reúnem estudantes do 9º ano das seis escolas municipais de Lucas do Rio Verde que possuem turmas dos anos finais do ensino fundamental. Ao todo, serão cinco experiências educativas, sempre aos sábados, com atividades teóricas e dinâmicas e exercícios de Matemática e Língua Portuguesa desenvolvidos num clima de total descontração.


Continua depois da publicidade-pix


As próximas três aulas estão previstas para os dias 28 de setembro, 05 e 19 de outubro. O dicionário Michaelis define sinergia como: “Ação conjunta de forças simultâneas; coesão; cooperação”. Segundo a primeira-dama, a implantação do projeto expressa a mesma linha de investimento para melhoria do ensino que vem sendo feito pela Secretaria Municipal de Educação.

“Estes aulões são voltados para reforçar o aprendizado de Matemática e da Língua Portuguesa desses adolescentes e nada melhor do que a iniciativa de estimular a troca de experiências e de conhecimentos entre eles. O estudo é muito importante para alcançar aquilo que queremos e o notebook é também uma forma de incentivar a ganhadora do concurso da logomarca a pesquisar e a fazer cada vez melhor seus trabalhos já que hoje quase tudo passa pelo uso da tecnologia”, destacou Rafaela.

-Continua depois da publicidade ©-

A inspiração para a vencedora do concurso veio da observação ouvida durante a primeira aula, no auditório da Câmara de Vereadores, de que todos alunos pertencem a uma mesma rede e que, independentemente de instituição, raça ou cor de pele, estão unidos por um objetivo comum. “Quando falaram deste concurso eu já tinha na minha cabeça a ideia do que iria fazer e eu fico muito feliz de ter reconhecido o meu talento como artista. É muito bom ver todos os alunos juntos colaborando uns com os outros e com os professores e esta interação é muito legal e criativa da parte da Secretaria”, disse Jhulieli.

De acordo com a coordenadora da Assessoria Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Hosana Caetano, o Sinergia nasceu de um desafio lançado pela secretária municipal Cleusa Marchezan De Marco para que fosse criado um projeto que envolvesse toda a sociedade em prol da melhoria da aprendizagem. “Todos nós temos responsabilidades: a Secretaria, a escola, os pais, os alunos e a sociedade como um todo. A intenção é aproveitar essa junção de forças, de energia, em prol de um bem comum”, explicou.

Além dos “aulões”, os alunos também terão outras atividades extraclasse baseadas no uso da tecnologia digital e, posteriormente, poderão tirar as dúvidas na própria escola com o professor. “Assim eles também têm a oportunidade de estudar sem que tenham um professor dizendo faça isso ou faça aquilo. Eles têm a liberdade de escolher aquele conhecimento que sentem necessidade naquele momento. É uma cadeia de forças para que eles consigam desenvolver o aprendizado de forma praz uma cadeia de forças para que eles consigam desenvolver o aprendizado de forma prazerosa”, concluiu a coordenadora.





-Patrocinador-