Inter vence o Atlético-MG

O confronto era direto na tabela. Inter estava em sexto, com 30 pontos. Galo, em oitavo e 27 pontos, tinha que vencer por dois gols de diferença para ultrapassar o Colorado. Aconteceu o contrário. 3 a 1 para o Inter em BH

0

Atlético-MG e Internacional entraram em campo na manhã de domingo, no Independência, atravessando momentos distintos.

O Galo, que vinha de quatro derrotas seguidas no Brasileirão, escalou titulares e precisava vencer para iniciar uma reação. O Colorado, finalista da Copa do Brasil, foi a campo com um time alternativo e mirando o G-4. Melhor para os gaúchos.


Continua depois da publicidade-pix


William Pottker, ainda no primeiro tempo, abriu o placar. A pressão no Independência aumentou para os donos da casa, que se lançaram ao ataque para tentar a virada e acabaram sofrendo outros dois gols.

Neilton e Pottker (de novo) ampliaram para o Inter, e Bruninho, já no fim, descontou para o Alvinegro: 3 a 1.

-Continua depois da publicidade ©-

A primeira metade do jogo começou equilibrada. Chances para os dois lados e clima favorável para o Atlético-MG, que jogava em casa e tinha um cenário ideal para se recuperar no Brasileirão. Aos 28 minutos, porém, a defesa do Galo falhou sequencialmente, e Réver deu um chutão que virou assistência para William Pottker. O atacante acertou um belo cabeceio e abriu o placar. O clima começou a ficar pesado para os donos da casa, que vivem má fase no Brasileirão, e o 1 a 0 parcial fez com que o Inter fosse para o vestiário empolgado, enquanto o Galo foi para a pausa sob vaias.

Muito pressionado, o Atlético-MG de Rodrigo Santana voltou para a etapa final com duas mudanças para deixar o time mais ofensivo. A mais agressiva foi a entrada de Cazares na vaga do volante Ramón Martínez. O resultado da troca não foi o esperado, o time ficou mais exposto, e o Inter ampliou o placar logo aos 7 minutos, com gol de Neilton. O clima ficou ruim de vez para o time da casa, e o Colorado soube aproveitar muito bem. Colocou a bola no chão, contou com ótimas defesas de Danilo Fernandes e chegou ao terceiro gol, novamente com William Pottker. A vitória estava consolidada, mas o placar ainda teve uma última alteração: aos 42, Bruninho descontou para o Atlético-MG e deu números finais ao jogo.





-Patrocinador-