As alterações realizadas no tráfego das vias marginais da BR-163, em Sorriso, resultaram em uma redução de 38% dos acidentes atendidos e uma queda de 75% no número de feridos. Além disso, nenhuma morte foi registrada no segmento entre o km 750 e o km 751, onde ocorreram as principais mudanças. Os dados fazem parte do relatório de monitoramento da Concessionária Rota do Oeste e consideram o período de 25 de junho a 31 de agosto de 2019 em comparação ao mesmo intervalo de 2018.

As primeiras alterações para reordenamento do fluxo de veículos foram realizadas em 30 de abril deste ano. Posteriormente, em 25 de junho, a Concessionária concluiu as mudanças ao adotar a ‘mão inglesa’ (pela esquerda) no viaduto da Agroverde. A última alteração atendeu a uma solicitação do Poder Público e dos moradores de Sorriso.


Continua depois da publicidade

O levantamento realizado pela Concessionária tem como objetivo acompanhar o impacto das mudanças no tráfego de Sorriso. Um recorte mais amplo do monitoramento considera a área de abrangência entre o km 750 e o km 754, segmento que, de alguma forma, recebeu impacto da mudança. Nesse trecho foi identificada a diminuição de 27% e 42% nos casos de acidentes e feridos, respectivamente. Também não foram registrados óbitos no segmento.

Na avaliação do gerente de Relações Institucionais da Rota do Oeste, Roberto Madureira, os números, por si só, demonstram a importância das medidas adotadas nas vias marginais de Sorriso, onde o tráfego passou a contar com um ordenamento adequado, refletindo diretamente em segurança. “Tivemos que enfrentar uma certa insatisfação no começo, o que é natural quando se mexe na rotina das pessoas. E agora todos nós, principalmente os moradores de Sorriso, contamos com um trânsito mais seguro”, comenta.

-Continua depois da publicidade ©-

As alterações realizadas em Sorriso tiveram o apoio da Prefeitura da cidade e da Concessionária Intervias, responsável pela MT-242.  Com as mudanças, um trecho das vias marginais passou a funcionar em mão única, ordenando o tráfego e ampliando a segurança dos motoristas. O principal objetivo era diminuir o impacto do conflito de tráfego de veículos na região motivada pela duplicação da MT-242.





-Patrocinador-