;
;
;

Visando melhor atender ao público para a próxima edição do Show Safra BR-163, marcado para acontecer em março de 2020, a Fundação Rio Verde de Pesquisas iniciou uma série de melhorias estruturais no espaço destinado a realização da feira.

Um novo pavilhão será construído para acomodar a praça de alimentação, bem como a realização de palestrar e seminários.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

“Pensando em melhor atender a população, não só durante o Show Safra, mas também a comunidade em outros eventos, é que vamos construir um novo pavilhão com 1.200 m². A empresa que desejar, por exemplo, poderá fazer encontros no campo e a parte prática nesse novo ambiente. A Fundação Rio Verde é uma das poucas na região, que consiga entregar essa estrutura próxima a cidade com comodidade e toda infraestrutura necessária”, comentou o Superintendente da Fundação Rio Verde, engenheiro agrônomo Rodrigo Pasqualli, afirmando que o atual pavilhão deverá ser mantido para atender as demandas da entidade.

Figurando com uma das principais feiras do agronegócio do país, o Show Safra BR-163 terá para a sua próxima edição, uma estrutura totalmente inovadora.


-Continua depois da publicidade ©-

Ao visitar algumas feiras, a diretoria da Fundação Rio Verde idealizou algumas melhoras importantes, destaca Rodrigo Pasqualli.

“Então o Show Safra tem a necessidade desse investimento. Vamos construir algumas passarelas e mais estacionamentos, ruas pavimentadas, praça de alimentação que são setores chaves do nosso evento e que necessitam de uma melhor apresentação”, salientou.

Será construído um estacionamento com capacidade de mais de 2 mil vagas, todo pavimentado. As passarelas ligarão o estacionamento a todos os ambientes do Show Safra.
Algumas fases das obras de melhorias já estão em andamento e projeto completo deverá ser entregue antes do início da próxima edição do Show Safra.

Todo investimento está sendo realizado com apoio financeiro da cooperativa de crédito Sicredi Ouro Verde-MT.

“O Show Safra merece esse incremento em sua estrutura, pois representa o agronegócio no Mato Grosso e o potencial de toda nossa região. Precisamos ampliar para outros horizontes do agronegócio, muito mais daquilo que a gente para mostrar”, disse o presidente da Fundação Rio Verde de Pesquisas, o empresário Joci Piccini.