Delegado de Mato Grosso é encontrado morto em São Paulo

Corpo já estava em estado de decomposição, Israel Pirangi estava lotado em Diamantino

0

O corpo do delegado foi encontrado nesta quarta-feira (28), em um apartamento em São Paulo.

Segundo informações repassadas pela Polícia Civil, Israel Pirangi Santos, tinha 40 anos, e era titular da Delegacia de Diamantino, unidade da Regional de Nova Mutum.


Continua depois da publicidade

O delegado teve o corpo localizado em um apartamento, na cidade de São Paulo (SP), na madrugada desta quarta-feira (28.08). Ele foi para São Paulo no dia 21 de agosto, para retorno de uma consulta médica, referente a tratamento de saúde que passava. Ao lado de seu corpo foi encontrada uma carta pedindo privacidade e respeito à situação.

Sem notícias desde o último domingo (25),  policiais de Diamantino pediram ajuda à Polícia Civil do 78 Distrito Policial de SP, que esteve em seu apartamento, constando a morte nesta madrugada. O corpo foi encontrado já em estado de decomposição.

-Continua depois da publicidade ©-

Israel Pirangi Santos era natural de Brasília, no Distrito Federal, e delegado da Polícia Civil de Mato Grosso desde 13 de janeiro  de 2014, quando tomou posse no cargo. Ele atuou como delegado nas cidades de Alta Floresta, Guarantã do Norte, Nova Monte Verde, Peixoto de Azevedo. Por último, estava na lotado em Diamantino desde junho de 2018.

O delegado geral da Polícia Civil, Mário Dermeval de Resende, lamentou a morte prematura do delegado e estendeu condolências a sua família, colocando à disposição de todos os familiares à Polícia Civil de Mato Grosso, no auxílio do que for necessário, neste momento de dor e tristeza.

“Era um delegado que desde 2014 prestava trabalhos na Polícia Civil com muita qualidade e isso foi marco em sua breve carreira. Infelizmente acabou nos deixando e fará muita falta à instituição que sempre o lembrará pela qualidade enquanto ser humano e profissional de segurança pública”, lamentou.

O delegado era solteiro, deixou pai, mãe e três irmãos, que moram em Brasília (DF). O corpo será transladado para o Distrito Federal, local em que deve ser sepultado.

 





-Patrocinador-