A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) encerrou nesta quinta-feira (22) o ciclo de audiências públicas sobre a reforma da Previdência (PEC 6/2019). O sexto e último debate foi sobre os direitos e a integridade física do trabalhador. Os especialistas criticaram a proposta encaminhada pelo governo e alterada na Câmara dos Deputados, por entenderem que diminui a seguridade social, sem promover justiça social, já que o foco seria a redução de custos e equilíbrio das contas públicas. Veja um resumo da última mesa de debates na CCJ na reportagem da TV Senado.





-Patrocinador-