Você sabe o que é Intervenção Assistida por Animais?

0

Você já teve um dia super estressante e complicado e depois de chegar em casa e abraçar o seu cachorro os sentimentos ruins se atenuaram ou simplesmente passaram? Ou já teve um dia em que se sentiu depressivo e, depois de fazer carinho em seu gatinho, a tristeza começou a passar?

Pois bem, os animais têm mesmo este poder de nos ajudar a lidar com alguns sentimentos e sensações ruins. E isso não é balela não. A Ciência não apenas comprova, como utiliza diversos animais para o tratamento das mais diversas doenças e condições. É o que se chama de Intervenção Assistida por Animais (IAA).

E não pense que os animais terapêuticos são só os domésticos, como os cães e os gatos. Cavalos, cágados, tartarugas e até mesmo lhamas podem ser utilizados nas Intervenções Assistidas.

O que é a Intervenção Assistida por Animais

A Intervenção Assistida por Animais (IAA) consiste em um método interdisciplinar de tratamento das mais diversas patologias com a assistência de animais. Ou seja, é uma forma diferente de abordar algumas doenças clássicas, como a depressão, os quadros de trauma e mesmo condições como o autismo e a Síndrome de Down.

Antigamente, a expressão Terapia Assistida por Animais (TAA) era utilizada para definir toda e qualquer intervenção com animais, mas hoje os especialistas da área preferem dividir os procedimentos, por exemplo, em Atividade Assistida por Animais (AAA) e Terapia Assistida por Animais (TAA).

O que é Atividade Assistida por Animais?

A Atividade Assistida por Animais (AAA) é um tipo de intervenção com animais mais esporádica e casual, ou seja, o contato existe, pode ser frequente, mas não chega a durar muito tempo.

Muitas empresas de grande porte têm feito este tipo de intervenção. Eles aproveitam um dia de palestras e eventos mais leves para colocar os funcionários em contato com animais, como cães, gatos e coelhos, por exemplo.

O objetivo é mudar o moral da equipe e criar um clima mais leve e de descontração.

O que é Terapia Assistida por Animais (TAA)

Já a Terapia Assistida por Animais (TAA) é pensada para tratar algumas patologias específicas, como, por exemplo, a depressão, os casos de trauma após acidentes e mesmo condições como a Síndrome de Down e o autismo. 

E, por terem esta missão de ajudar nos tratamentos, os bichinhos recebem um treinamento mais especial e particularizado. Ou seja, eles passam por um adestramento mais específico para que consigam lidar com estes grupos de pessoas.

É válido notar que a TAA pode durar um tempo maior, isto é, é um tratamento mais longo. Em alguns casos, a terapêutica chega a durar anos.

Necessidade de equipe multidisciplinar

É válido notar que as Terapias Assistidas por Animais (TAA) não substituem os tratamentos convencionais. Aliás, pelo contrário, ele se une a estas terapêuticas e desempenham uma função auxiliadora.

Também por isso, quem está em uma TAA conta com a ajuda de uma equipe multidisciplinar que envolve, por exemplo, fisioterapeutas, médicos e veterinários, além de psicólogos e terapeutas.

Benefícios da IAA

A Intervenção Assistida por Animais (IAA) traz inúmeros benefícios para os pacientes. Muitos apresentam significativa melhora, por exemplo, das faculdades motoras e do equilíbrio.

Há também aqueles que recuperam a autoestima e se sentem aptos e confiantes para retomar o convívio social.

Pacientes com grau acentuado de autismo, por exemplo, apresentam resultados satisfatórios na disposição à socialização e contato com outras pessoas.

Quando optar por este tratamento

Este tratamento deve se tornar uma opção para as pessoas que apresentam quadros de doenças sobre os quais já falamos, como,  por exemplo, a depressão, os traumas por acidentes e outras vivências como sequestros e estupros.

Crianças com algumas condições específicas como autismo e a Síndrome de Down, por exemplo, também podem optar por estes tratamentos. O mesmo se fala para quem tem alguma limitação motora causada, por exemplo, por doenças degenerativas ou por acidentes.

No entanto, é de extrema importância que estas pessoas só optem por estes tratamentos se tiverem indicação médica e, principalmente, se tiverem uma equipe preparada e multidisciplinar para atender as suas diversas necessidades.

É válido notar ainda que animais das mais diversas raças podem ser treinados para estes tratamentos, ou seja, a Intervenção Animal Assistida não está restrita a um tipo de animal e raça. É indispensável, no entanto, que sejam bichos dóceis e sociáveis.