Prefeitura de Lucas do Rio Verde dá um grande passo para a universalização do saneamento

Serão iniciados os trabalhos de instalação do esgoto nos bairros Bandeirantes, Parque das Emas e Loteamento Dalmaso

0
(Foto: Ascom Prefeitura/Ederson Bones)

 

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde deu mais um grande passo para a universalização do saneamento básico. Com a aprovação na Câmara de Vereadores do Projeto de Lei nº 34/2019, de iniciativa do Executivo Municipal, a prefeitura vai começar os trabalhos de instalação do esgoto nos bairros Bandeirantes, Parque das Emas e Loteamento Dalmaso.


Continua depois da publicidade

Foi aprovado o projeto que autoriza o município a contrair empréstimo de até R$ 18 milhões a ser investido na implantação da rede de esgoto.

Os investimentos serão destinados à aquisição de material hidráulico e elétrico para a execução do esgotamento sanitário, bem como aquisição de máquinas e equipamentos para a instalação de uma usina CBUQ (asfalto) para execução do sistema de esgotamento sanitário, além da execução de recuperação asfáltica das obras realizadas e aquisição de material para pavimentação e recapeamento asfáltico de diversas ruas e avenidas da cidade.

-Continua depois da publicidade ©-

A proposta da Prefeitura de Lucas do Rio Verde é fazer investimentos e colocar a cidade em um movimento para gerar ainda mais desenvolvimento. “Este é mais um passo em direção ao futuro, estamos investindo agora para continuar crescendo. Queremos garantir a qualidade de vida que todos os luverdenses merecem, queremos promover mais saúde e vamos fazer uma economia considerável com nossa própria usina de asfalto. E com a execução destes projetos, teremos ainda uma maior valorização imobiliária e devemos também atrair novos investimentos para o município”, comemorou o prefeito Luiz Binotti.

Os vereadores que entenderam a necessidade deste projeto para continuar com o desenvolvimento do município e votaram favoráveis foram Cristiani Dias, Marcos Paulista, Airton Callai, Jaime Floriano e Fernando Pael. O presidente Dirceu Cosma e a vereadora Márcia Pelicioli não estavam na sessão. Já os vereadores  Mano Pelicioli e Wagner Godoy votaram contrário.

Destacando Lucas do Rio Verde como é um dos ícones em dinâmica econômica do estado de Mato Grosso, o doutor em Economia, Feliciano Azuaga, apresentou um estudo técnico de avaliação de impacto de projetos de infraestrutura feito pelo Centro de Informações Socioeconômicas (Cise), da Universidade Estadual de Mato Grosso.

Conforme o documento, as obras de saneamento e recuperação asfáltica vão gerar impactos econômicos e sociais. “No valor global, nos próximos dez anos, a economia para o Município de Lucas do Rio Verde, com um pequeno investimento em infraestrutura, chega na ordem de R$ 600 milhões”, aponta Azuaga, ressaltando que, entre outros dados, o saneamento deve gerar impacto em saúde, educação e produtividade, e a pavimentação influenciará diretamente nos bairros e na valorização imobiliária.

De acordo com estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS), cada R$ 1,00 investido em saneamento, são economizados de R$ 4 a R$ 9 em saúde. Além disso, a cidade com saneamento básico, valoriza os imóveis em torno de 14% mais do que em áreas sem os serviços, conforme levantamento do Instituto Trata Brasil.

Uma das proposições do Município é que com o aumento na arrecadação, o projeto seja expandido para o restante da cidade.

Lucas do Rio Verde registra 37 novos casos de HIV no primeiro semestre de 2019





-Patrocinador-