Sinalizações horizontais são restauradas em Lucas do Rio Verde para aumentar segurança no trânsito

Equipe foi dividida para reduzir transtornos no tráfego de veículos e acelerar término dos trabalhos

0

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde, por meio da Secretaria de Segurança e Trânsito, tem aproveitado a estiagem prolongada para intensificar a implementação do cronograma elaborado para restaurar a sinalização horizontal da área urbana. Anteriormente, alguns serviços vinham sendo executados pela equipe da Secretaria para atender solicitações pontuais feitas pelo aplicativo Lucas Cidadão ou intermediadas pelo serviço de ouvidoria do próprio Executivo.

Para acelerar o ritmo dos trabalhos e causar menos transtornos aos motoristas, a Secretaria providenciou a divisão da equipe composta por servidores e funcionários terceirizados e em determinados pontos a pintura de faixas, meios-fios e lombadas será feita à noite. O cronograma começou a ser colocado em prática na região central logo após a Expolucas, que havia mobilizado a equipe para restaurações nas vias de acesso.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

De acordo com o secretário de Segurança e Trânsito, Edgar Rojas, em alguns pontos da cidade haverá bloqueio de meia pista para que o serviço possa ser executado durante o dia. “Contamos com a compreensão da população para o fato de que o serviço noturno não pode executado de forma contínua para evitar o desgaste da equipe. A divisão em dois grupos também permitirá o atendimento das outras demandas originadas do Lucas Cidadão e da ouvidoria”, considera.

Rojas ressalta que o tipo de tinta utilizado segue os padrões recomendados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e que o desgaste provocado ao longo do tempo tem sido natural. “Há um termo de referência que é cumprido para que a aquisição dessa tinta seja feita dentro das especificações adequadas. No entanto, como o Poder Público precisa se guiar pelo menor preço, buscamos a melhor qualidade conforme as condições existentes”, afirma.


-Continua depois da publicidade ©-

“Começamos pela avenida Mato Grosso, nos cruzamentos com as avenidas Rio Grande do Sul e Paraná. Em virtude desse trecho ser bem pequeno, a sinalização foi restaurada durante a noite, das 22 horas até quase às 6 horas da manhã. A equipe formada por sete pessoas foi dividida para que uma parte fique com a sinalização feita à máquina e a outra cuide da sinalização feita manualmente”, explica a supervisora da Secretaria de Segurança e Trânsito, Cristiane Tronco.

A sinalização horizontal, segundo ela, abrange as faixas de divisão de fluxo e faixas de proibição de estacionamento – os meios-fios e as lombadas. A pintura de faixas amarelas e a sinalização de duplo sentido de circulação continua sendo feita à mão. O uso de pintura mecânica fica restrito às faixas de pedestres. “Depois de concluídos os trabalhos na avenida Mato Grosso, até o cruzamento com a avenida Ângelo Dall’ Alba, as equipes vão pegar toda a extensão da Goiás, da Tocantins, da Paraná e da Rio Grande do Sul. A avenida Amazonas é área de domínio do DNIT e não compete ao município”, observa.

Um estudo feito tempos atrás para a licitação do mesmo tipo de serviço calculou o total de quase 50 mil metros quadrados de sinalização horizontal nas principais avenidas da cidade. Somente nessas avenidas, foram registradas 59 faixas de pedestres, cada uma composta por quatro linhas.