Os anjos de Deus

0

Como diz a letra da música de Padre Marcelo: “não sei se a igreja subiu ou se o céu desceu, Só sei que está cheio de anjos de Deus”. É uma letra bonita, que fala sobre os anjos de Deus e deixa claro, estão em todo lugar, pronto para nos ajudar.
Sim e mais que isto, Deus os deixou a terra, para que os vejamos. É, se olharmos com atenção, veremos uma infinidade deles. Basta um olhar atento e perceberemos, eles lotam as esquinas de nossas vidas.

Como assim? Aos milhares?
Sim, aos milhares, anjos nos ensinam a olhar a vida de uma maneira mais irmã.
Andando por ai, sem rumo, quantas vezes percebemos pessoas com má formação física, falta de um membro, com pouca capacidade mental, obesa pedindo ajuda. Há outras, alguém sem os pais e família, um doente no hospital sem quem o ajude, uma criança com uma doença terminal, a preferência sexual diferente daquela tida como normal, estes são apenas exemplos.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Parece que Deus quer nos mostrar, não são seus filhos estas pessoas. São anjos incumbidos de mostrar a humanidade, que devemos amar as pessoas sem qualquer preconceito.

Como entender que o Pai colocaria um filho seu, na terra, com uma preferência sexual diferente, apenas para que indivíduos tidos “normais”, também seus filhos, “apedrejassem” aquela pessoa.


-Continua depois da publicidade ©-

Deus chega e diz a cegonha: “pega este bebê, leve aquela região onde predomina pessoas heterossexuais e deixa lá para ver o que acontece”. Parece difícil aceitar que Ele faria isto a seu filho, sabendo que o povo é pobre culturalmente.

Então, até que a humanidade entenda, somos TODOS iguais, um anjo ficará entre nós, no lugar de seu filho. Com o passar do tempo, os preconceitos tendem a desaparecer. Feito isto, o povo toma o lugar do anjo, não para sofrer, mas ser amado sem que sua cor, peso, anomalia física ou outra coisa qualquer, tenha qualquer importância.

A mesma situação parece ser aplicada, quando percebemos uma criança em estado terminal. O mundo chora ao ver aquele sorriso inocente, que um dia vai e ninguém consegue fazer nada. Quem passou por isto, sabe a dificuldade que é a situação. Contudo, as pessoas crescem muito espiritualmente nestes casos. Tornam-se mais humanas, apenas por que veem o mundo com os olhos do amor.

E nesta hora, quem passou por este momento sabe, o mundo não tem preço, valor, interesse social, classe social, ou qualquer importância com relação a seus títulos, estaduais, mundiais ou quem dominou o quadro de medalhas, isto são apenas falácias.
No mundo dos anjos de Deus, o que mais importa ao Pai, é aquilo que você absorveu, vendo os anjos que nos mostram a importância de nos amarmos como irmãos. Ajudar quem precisa é agradar a Deus com atitudes.

Não é dar esmolas, é fazer por quem precisa, algo que ela não pode fazer. Pois, o anjo tem um objetivo, mostrar a importância do amor, a humanidade.

Imagine um casamento, quanto dinheiro envolve isto? Tem a comida, banda, aluguéis, roupas, viagens, garçons, hotel, convite e outros milhares de reias nisto tudo. Uma cirurgia de transplante de medula óssea, sai entre 300 e 600 mil reais. E um anjo vai morrer, por não ter este montante. O casamento deve prevalecer, ou a vida não tem preferência no mundo capitalista? Além do casamento há carrões, mansões, diamantes, títulos, escolas de samba, quanta futilidade com preferência a vida.

O casamento perfeito é aquele realizado todos os dias, com atitudes de agradar, fazer o bem aos anjos de Deus.

Pois, “não sei se a igreja subiu ou se o céu desceu, só sei que esta cheia de anjos de Deus”.

E o próprio Deus esta aqui, julgando cada um de nós, não pelo que temos, mas sim, pelo que fazemos aos irmãos e a seus anjos.

Paulo Cesar