Adrián defende último pênalti, Liverpool bate o Chelsea e é campeão da Supercopa

0

Sem Alisson, lesionado, brilhou a estrela de Adrián em Istambul. Contratado nos últimos dias da janela, o goleiro espanhol rapidamente se viu na espinhosa missão de substituir o brasileiro.

E passou no primeiro grande teste com louvor ao defender a cobrança de Abraham que deu o título da Supercopa da Europa ao Liverpool sobre o Chelsea, com vitória por 5 a 4 nos pênaltis após empate por 2 a 2 no tempo normal e prorrogação.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Giroud abriu o placar no estádio do Besiktas, Mané empatou, virou no tempo extra, mas Jorginho, de pênalti, recolocou os Blues na decisão.

ENTROU E MUDOU O JOGO


-Continua depois da publicidade ©-

O Chelsea era melhor em campo quando Klopp tirou Firmino do banco para o segundo tempo. O brasileiro substituiu Chamberlain e mudou a partida em poucos minutos. Foi decisivo aos três minutos com uma assistência na medida para Mané, passou a marcar Jorginho e ajudou o Liverpool a criar chances. Na prorrogação, conseguiu se desmarcar para receber passe profundo e rolou para Mané marcar mais um. Depois, abriu as penalidades sem decepcionar. Um dos melhores.