Produtores de soja de MT aproveitam vazio sanitário para cuidar do solo

0

Os produtores de soja de Mato Grosso estão aproveitando o momento do vazio sanitário — período de 3 meses em que é proibido manter vivas as plantas da cultura na lavoura — para preparar a fazenda para a próxima safra.

Sem poder plantar soja nesse período, muitos agricultores investem em outros cultivos ou aproveitam a entressafra para cuidar do solo para a temporada.

Segundo o pesquisador da Embrapa Silvio Spera, uma das formas de proteger o solo bastante adotada pelos produtores é o plantio da braquiária logo após a colheita do milho. Depois que o cereal é retirado, a pastagem densa traz bastante benefícios.

Já o produtor João Romangnole, de Sorriso, escolheu produzir feijão em 680 hectares da fazenda.

“Estamos no terceiro ano com esse ciclo com essas culturas e estamos tendo resultado”, afirmou.

A pausa no cultivo, que vai até o dia 15 de setembro, serve para reduzir a presença do fungo que causa a ferrugem asiática, uma das principais doenças da atividade. O custo para combater a praga gira em torno de R$ 8 bilhões por ano.