Bebê de nove meses é agredido e queimado com cigarros no Rio

0
© Unsplash

A Polícia Civil deteve três pessoas depois de um bebê de nove meses ter dado entrado no Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca (Brasil), com sinais de agressão.

O menino apresentava diversos hematomas, marcas de queimaduras de cigarros e ainda um traumatismo craniano. Dada a gravidade do seu estado, o bebê foi posteriormente transferido para o Hospital Municipal Miguel Couto na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro.

Segundo a mesma fonte, a mãe da criança confessou à polícia ter sido ela a autora das agressões. Porém, acusou um casal de amigos com quem vive na mesma casa no Complexo do Alemão de não a ter impedido, quando tinham esse “dever”.

Após o depoimento da suspeita, a polícia deteve também o casal.