Lucas do Rio Verde sedia IV Encontro do Fórum Mato-grossense de Educação Infantil

Evento foi promovido pelo Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil – Mieib

0

Mais de 300 profissionais participaram do IV Encontro do Fórum Mato-grossense de Educação Infantil realizado nesta quinta-feira (08) no auditório da Câmara de Vereadores de Lucas do Rio Verde. Com o tema “A organização dos espaços pedagógicos para as interações nos campos de experiência da BNCC”, o evento de formação foi promovido pelo Movimento Interfóruns de Educação Infantil do Brasil (Mieib).

Conforme Michelene Rufino Britto, presidente do Conselho Municipal de Educação, órgão responsável pela organização do evento, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação, o encontro foi de suma importância para a formação dos profissionais de educação infantil. “Tivemos aqui cerca de 320 participantes de diversos municípios do Estado que puderam acompanhar palestras muito interessantes e trocar experiências. O fato das nossas instituições poderem mostrar seu trabalho a municípios vizinhos também agrega muito valor ao que é feito aqui”, declara.

Segundo Michelene, considerando que o ambiente educacional passa por uma etapa transitória de implementação do novo currículo, a metodologia pedagógica e o desenvolvimento das competências e habilidades preconizados pela BNCC para a primeira fase do segmento, que é a educação infantil, estão bastante avançados em Lucas do Rio Verde. “Sempre fomos referência em educação e eu acredito muito que vamos continuar na vanguarda. A BNCC deu um norte para a uniformização dos currículos. Mas é claro que mesmo com a unificação serão mantidas as características locais que a própria BNCC diz que devem ser preservadas”, conclui.

Na opinião da palestrante Jaqueline Pasuch, doutora em Educação, a realização do fórum em Lucas do Rio Verde, uma referência também em educação infantil, abre a oportunidade para que os profissionais de outras regiões possam conhecer as experiências locais para aprender e se sentir amparados. “Lucas do Rio Verde tem uma caminhada longa e a gente vê sempre mais qualidade, mais investimento e valorização dos espaços físicos e dos próprios profissionais”, destaca.

Entender a concepção de educação infantil e o lugar da criança está, segundo ela, entre os principais desafios para os profissionais que atuam na área. “Estar na educação infantil não significa necessariamente uma valorização por parte dos profissionais que trabalham com as crianças. Perceber que a infância tem um lugar e que a criança somos nós adultos que temos que qualificar e permitir que ela viva e que a educação infantil é um espaço tanto de conhecimento quanto de práticas pedagógicas”, avalia.

O profissional da educação infantil, de acordo com a palestrante, deixou de ser um mero cuidador como era a função até mais ou menos a década de 70 do século passado, quando as crianças eram matriculadas numa creche principalmente porque as mães trabalhavam fora. A escola deve ser vista como um espaço físico de desenvolvimento, de sentido e de direito da criança. “A educação infantil existe para a criança se desenvolver integralmente e isso implica que a sociedade entenda que os profissionais precisam fazer parte de uma categoria e ter uma formação para acolher a criança e a própria família, mas nunca para substituir e sim para complementar a educação familiar”, observa.



A secretária municipal de Educação realçou a importância de conhecer a realidade de outras instituições e fazer a integração dos profissionais para compartilhar experiências das diferentes redes de ensino. “O encontro vem trazer as discussões do Movimento Interfóruns, que trata da educação infantil, que luta pelo acesso, pela qualidade e pelo atendimento e possibilita uma reflexão sobre a necessidade de nos prepararmos cada vez mais para atender ainda melhor essa fase da educação que serve de base para as próximas etapas. Com o aprender brincando e a convivência desenvolvida, começa o processo de ensino-aprendizagem da criança escolarizada”, ressalta.