Ar seco preocupa população de Mato Grosso

Umidade do ar cai abaixo de 20% em Mato Grosso

0

A massa de ar seco que cobre a região central Brasil derrubou ainda mais os índices de umidade no Centro-Oeste. Desde ontem, quinta-feira (08), grande parte do estado de Mato Grosso entrou em atenção por causa do ar seco. Por volta das 14 horas, horário de Brasília, a umidade relativa do ar baixou para 19% em Gaúcha do Norte. Em São José do Rio Claro e Tangará da Serra, o índice de umidade era de 20%, e 21% em Juara. As informações são do Inmet – Instituto Nacional de Meteorologia.

 

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

De acordo com os meteorologistas da Climatempo, amanhã (09) toda região central do Brasil, principalmente, Brasília, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, grande parte de Minas Gerais, São Paulo e Bahia serão marcados pelo sol, calor e tempo seco. A população deve estar atenta aos índices de umidade relativa do ar que podem alcançar novamente índices abaixo de 20% em algumas localidades do Sudeste, Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

 


-Continua depois da publicidade ©-

Ar seco preocupa população

 

Os principais efeitos da baixa umidade são secura na garganta e nos olhos e problemas respiratórios. O ar seco é preocupante, já que no outono/inverno, é comum a umidade relativa do ar nas grandes cidades cair até abaixo dos 30%. O ideal, de acordo com a recomendação da OMS – Organização Mundial de Saúde, é que ocorra uma variação entre 50 e 80%. É por isso que, quando os níveis estão entre 20 e 30%, as regiões entram em estado de atenção.

 

A população deve se manter informada com a defesa civil de seus estados, mas independentemente de qualquer aviso, a hidratação através da ingestão de muito líquido torna-se importante. Além de uma boa hidratação deve se evitar atividades físicas ao ar livre no período entre 10 e 17h, além de evitar grandes aglomerações.