Buracos, falta de sinalização e de acostamento são alguns dos obstáculos enfrentados por motoristas que trafegam pela MT-385, que dá acesso à região oeste de Mato Grosso. Os prejuízos são diversos. Um deles é a dificuldade para escoar a produção agrícola dos municípios da região.

Luciano Quirino é funcionário de uma algodoeira em Sapezal, a 473 km de Cuiabá. Essa semana, ele perdeu um dos pneus do carro. Para desviar de outro veículo que já estava parada na estrada por problemas ocasionados pelos mal estado da via, Luciano caiu num buraco e pneu estourou.

“Agora terei que arcar com os prejuízos e comprar outro pneu”, comentou.

A rodovia estadual é uma das principais rotas de escoamento de grãos. Em um trecho próximo à Serra Pareci, as condições estão bem complicadas, além dos buracos, que são grandes, não há sinalização, nem acostamento.