Uma criança de oito anos foi estuprada e morta na cidade de Sorriso-MT. O principal suspeito seria um vizinho da vítima, que foi preso durante as investigações sobre o caso. O crime aconteceu no bairro São José.

De acordo com informações repassadas pela polícia civil, ao portal JK Notícias, o suspeito teria invadido a casa da menor, durante a madrugada dessa quinta-feira (18), estrangulado a criança e em seguida cometido o abuso sexual.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

A menor ainda foi socorrida e levada para o hospital regional na cidade de Sorriso, ainda na madrugada dessa quinta-feira (18) por familiares, onde foi constatado o óbito.

“Nós pela manhã, recebemos informação de que uma criança tinha vindo a óbito no hospital regional. Recebei ligação também do médico legista que fez a necropsia no corpo da menina, onde o médico me relatava que a menina havia sido abusada sexualmente, com uma lesão no ânus e que o pescoço estava quebrado”, afirmou o delegado André Ribeiro ao portal JKNotícias.


-Continua depois da publicidade ©-

“Diante desse fato, toda equipe da delegacia de Sorriso pararam suas funções e se dedicaram a esse caso. Nós logramos êxito em capturar o autor, que em contradição foi ouvido. Mentiu no começo, e logo depois, começamos a juntar provas e ele nos confessou que na noite de ontem (quarta-feira 17) estava fazendo uso de entorpecente e ingerindo bebida alcoólica nos fundos da casa da vítima e antes de deitar, já por volta de 01h00 (da madrugada dessa quinta-feira 18) resolveu praticar esse ato bárbaro na menina”, disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, no momento em que houve o crime, a criança estava sozinha em casa, tendo em vista que os pais são separados e a mãe trabalha até tarde. Geralmente a criança ficava com o pai, mas nessa noite, ficou em casa.

“Os pais trabalham e chegam tarde da noite em casa. Então a menina estava sozinha dormindo. A mãe do autor do crime sempre trata essa menina com alimentação e cuidados. Essa menina, inclusive tinha ficado até umas dez da noite anterior brincando com as outras crianças do bairro e foi se deitar por volta das onze horas da noite”, relatou Ribeiro.

O delegado comentou detalhes do depoimento do criminoso. “Ele nos relatou que a partir do momento que percebeu que a menor tinha vindo a óbito, parou com o ato sexual, vestiu a menina novamente, cobriu e deixou-a como se estivesse dormindo e foi embora”.

Antes de ser morta, a criança teria se debatido, no intuito de desencilhar do agressor, que por sua vez, teria usado as mãos para quebrar o pescoço da vítima. Logo depois de cometer o abuso, o suspeito saída da casa, como se nada tivesse acontecido.

Ao chegarem em casa, a mãe notou algo errado com a criança e a conduziu para o hospital. A princípio, pensava-se que a criança tinha passado mal e estava desmaiada.

O autor do crime foi transferido para o presídio ‘Ferrugem’ em Sinop.