Secretária de Estado de Educação é vaiada em abertura do Enem em Cuiabá

0

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, foi alvo de vaias de servidores públicos na abertura do Enem na Arena Pantanal no domingo (14). Professores e profissionais da Educação estão em greve desde 27 de maio e continuam sem previsão de acordo com o Governo do Estado.

Antes mesmo de a secretária começar seu discurso, diversas pessoas nas arquibancadas da arena começaram a gritar palavras de ordem. Marioneide deu início à sua fala “agradecendo às vaias”, momento em que os presentes aumentaram o volume do coro em protesto.

No vídeo divulgado nas redes sociais, é possível identificar gritos de “valoriza!”. Um dos principais pontos da greve diz respeito ao cumprimento da Lei 510/2013, que prevê a dobra do poder de compra dos profissionais e professores da Educação. Os aumentos vieram sendo pagos desde 2014, com um calendário que se estende até 2023. O governo sob Mauro Mendes (DEM), porém, se nega a pagar a parcela de 7,69% de 2019 com o argumento de que o caixa do Estado estourou os 49% de limite de gastos com pessoal da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O índice atual é de 58%.

Na sexta (12), uma assembleia do Sintep, que representa os professores e trabalhadores da Educação, decidiu pela continuidade da greve. O governo havia feito proposta de realizar reuniões quadrimestrais com o sindicato para abrir o caixa do Estado até que os índices da LRF voltem ao limite previsto na LRF e seja possível pagar o aumento.

Os grevistas também vêm tendo o ponto cortado. O Executivo chegou a se comprometer a pagar os pontos em duas parcelas, sendo 50% dos valores pagos até 26 de julho e o restante quitado até 27 de agosto. Os servidores consideraram que não houve avanço na proposta e a greve foi mantida.