Operação Lei Seca prende 126 pessoas em seis meses em Mato Grosso

0

A Polícia de Mato Grosso em flagrante 126 condutores por embriaguez ao volante, até o dia 05 de julho deste ano, nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Campo Novo e Sorriso. Somente na Capital foram 97 prisões neste semestre. Ao todo, foram realizadas 24 edições da Operação Lei Seca.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, até o mês de julho foram lavrados 1.095 Autos de Infração no Transito (AITs), sendo 416 por ingestão de álcool, 290 por descumprimento do Art.165 e 69 pelo Art.165-A. Também foram realizados 2.752 testes de alcoolemia. Os policiais recolheram 314 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs), 280 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs) e removeram 566 veículos.

A Operação Lei Seca é realizada de forma integrada e coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) e da Sesp-MT. Participaram das ações as forças de segurança da Sesp (Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Politec e Detran), Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Ministério Público do Estado, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Batalhão de Trânsito e Delegacia de Trânsito.

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime.

Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa.