A direção do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Lucas do Rio Verde-MT está com algumas atividades paralisadas por um período de 30 dias.

A suspensão de visitas de familiares aos detentos, bem como entrega de alimentos e outros materiais, iniciou no último dia 09.


Continua depois da publicidade-pix


A iniciativa se dá, de acordo com o comunicado exposto no portão principal da unidade prisional, por motivos de segurança interna e externa do local.

A paralisação de tais atividades foi tomada após um protesto de 72 horas, diante da morte do agente prisional Elison Douglas da Silva, morto com 22 tiros na noite do último dia 30 de junho em frente a sua residência, no bairro Téssele Jr.

-Continua depois da publicidade ©-

Lucas: menor confessa autoria de homicídio que tirou a vida de agente prisional





-Patrocinador-