Cobrança abusiva ou indevida na energia elétrica é o item mais reclamado no Procon de MT

0
Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo da energia gerada. - Foto por: Procon-MT

Em junho, o sistema da Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor do Estado (Procon-MT) registrou quase 3 mil reclamações. De acordo com dados levantados, o setor de “serviços essenciais” foi o mais reclamado. Nesta categoria, 581 registros foram em desfavor da energia elétrica.

Do total de reclamações para este serviço, 306 se referem à cobrança indevida ou abusiva. A concessionária de energia ainda não se manifestou sobre o assunto.

Em segundo lugar no ranking de serviços está o saneamento básico, com 257 registros. Em terceiro, a telefonia celular, com 132 reclamações. Nesses dois assuntos, a cobrança indevida também se mantém como problema mais frequente apresentado pelos consumidores.

No geral, a segunda categoria mais reclamada se referem a assuntos financeiros. Em junho, foram 326 reclamações sobre este setor. Dessas, 88 registros foram para bancos comerciais, 82 se referem a cartões de crédito e 70 para financeiras.

Na terceira posição ficou a categoria serviços privados, que inclui TV por assinatura, operadoras de viagens e serviços de informática e internet.

Os setores de produtos, saúde, habitação e alimentos também receberam reclamações.



No primeiro semestre o Procon-MT registrou 17.546 reclamações em todo o estado, quase 5% a mais do que o mesmo período do ano passado.